Acidente com o Ônibus do IFAM, mata jovem e deixa três feridos

Lábrea (AM): Acidente ocorreu no km 3 da BR-230, conhecida como Transamazônica.

Um jovem morreu após o capotamento de um ônibus no município de Lábrea, a 702 km de Manaus. O acidente ocorreu neste sábado (26), no quilômetro três da BR-230, conhecida como Rodovia Transamazônica. Segundo a Polícia Militar, o motorista perdeu o controle da direção ao derrapar na via. Três pessoas estão internadas em estado grave.

O ônibus pertence ao Instituto Federal do Amazonas (IFAM). Segundo a Polícia, o veículo fazia o transporte de 24 pessoas, membros de um grupo de artes de Humaitá, município a 590 km de Manaus.

De acordo com o IFAM, o grupo deixou a cidade no início desta manhã e seguiu viagem até Lábrea, onde fariam apresentações durante uma programação cultural no campus da instituição.

De acordo com o tenente Laurênio Silva, da 4ª Companhia Independente de Polícia Militar, testemunhas relataram à polícia que o veículo estava em alta velocidade quando perdeu o controle, já nas proximidades de Lábrea.

“As pessoas que estavam na estrada e as próprias testemunhas disseram que o motorista estava em alta velocidade. Ao realizar uma curva já nas dependências do município de Lábrea, o veículo derrapou na pista e acabou capotando”, disse.

Acidente ocorreu na BR-230 neste sábado (26) (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Acidente ocorreu na BR-230 neste sábado (26)
(Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Um jovem morreu na hora. O IFAM informou que três pessoas ficaram gravemente feridas e foram levadas para o Hospital Estadual de Lábrea. Nem a polícia e nem a instituição tinham informações sobre a identidade ou estado de saúde das vítimas até a publicação deste material.

O motorista do ônibus ficou ferido. Ele foi socorrido e levado para o hospital. Após receber alta médica, ele deve ser levado para a Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Lábrea para prestar esclarecimentos sobre o acidente.

O IFAM.  informou por meio de assessoria que está dando todo o suporte aos feridos, que devem ser transferidos via aérea para Humaitá ou Porto Velho, nos casos mais graves.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: G1

Barrancas Seu Portal de Notícias

Notícias Relacionadas

Autor: Direto da Redação
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *