Aplicativo criado por brasileiras que ajuda os deficientes visuais

Aplicativo foi desenvolvido pelas jovens Deborah de Angelo, 19, e Bianca Caravajo, 20

O Brasil tem, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 23,9% da população – 45,6 milhões de pessoas – que declarara ter algum tipo de deficiência.  Destes, 3,1%, a maior fatia, tem deficiência visual. Entre as muitas limitações que este tipo de deficiência traz, a maior é a locomoção. Ao vivenciar essa dificuldade com pessoas próximas, as jovens Deborah de Angelo, 19, e Bianca Caravajo, 20, decidiram que era o momento de criar um aplicativo para auxiliar deficientes visuais a andarem pelas cidades.

Com espírito empreendedor, as jovens decidiram criar um aplicativo de celular capaz de facilitar o deslocamento de deficientes visuais, mostrando as melhores rotas de ônibus, lugares com pisos táteis e outras necessidades. Nascia assim a Sonya.

Para isso, foi criado um aplicativo com perfil de startup, focado em empreendedorismo social, com o propósito de auxiliar pessoas com alguma deficiência visual a se locomoverem em cidades grandes. Através de um sistema diferenciado de GPS e mapeamento interno de locais como metrô, shoppings, supermercados, etc., o aplicativo busca tornar-se adaptável e acessível aos deficientes visuais.

“Vimos a necessidade de locomoção para deficientes visuais como uma causa importante que precisava de soluções criativas. Tínhamos pessoas próximas com essa deficiência e pudemos acompanhar essa dificuldade de se locomover pelas grandes cidades”, afirma Deborah.

Como nasceu a Sonya?

Um aplicativo totalmente personalizado para um público especial não poderia ter uma marca simples e sem personalidade. Por isso, as empreendedoras procuraram uma consultoria para posicionar a sua marca. A NewGrowing, em parceria com elas, criou uma estratégia criativa transformando a marca em personagem, de maneira que Sonya pudesse ser uma real companheira na vida dessas pessoas.

O nome do app deriva da palavra “sonar” (que remete a som e a orientação), significa “sabedoria” e ao mesmo tempo remete a um nome feminino – uma companhia para o deficiente visual que anda pela cidade. Segurança, autonomia e movimento são as palavras chave do projeto.

Por isso, Sonya tem uma personalidade única. É paciente, atenciosa e cuidadosa com o usuário do aplicativo – o que é traduzido por uma voz suave, simpática e jovem, que usa uma linguagem descomplicada e acessível para ser próxima ao usuário. Mas ela também é inteligente e enérgica, para que possa guiá-lo do começo ao fim do trajeto.

“Quando nos deparamos com o projeto, percebemos a importância que a Sonya teria para a vida das pessoas. É uma causa que escolhemos abraçar. Mergulhamos a fundo na proposta e só através desse mergulho conseguimos alcançar esse objetivo com a Sonya, que hoje está caminhando para ajudar e melhorar a vida dessas pessoas que tanto desejam inclusão e autonomia em nossa sociedade”, diz Helio Moreira, estrategista de marca da NewGrowing.

 

Fonte: iG 

Barrancas Seu Portal de Notícias

Avalie esta postagem

MAIS RECENTES

Autor: redação
Tags

Notícias relacionadas

Comentários no Facebook

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com