Apoio do Exército Brasileiro aos Expedicionários da Saúde (EDS) na Amazônia

0 Flares 0 Flares ×

O Exército sempre pronto para apoiar  as ações para o bem do povo brasileiro, não importando a distância, nem  dificuldades de acesso que possa haver,  nessa missão  dando suporte a ONG Expedicionários da Saúde (EDS).

BR230, que liga Lábrea com Humaitá

Saída do comboio dos Guerreiros da Selva do 54º BIS, ao amanhecer,  indo cumprir mais  uma missão para o bem dos brasileiros, agora em Lábrea- AM :

Dessa vez,   o Exército está apoiando a ONG  Expedicionários da Saúde.

Com 3 equipes:  cerca de 75 militares do 54° BIS, das Tropas da 17° Bda Inf Sl e do 5° BEC .  1ª É de reconhecimento logístico. 2ª Cuidar do transporte dos matérias pesados que chegar em Lábrea em diversos voos da FAB,  após, levar  os materiais nas balsas  e montagem das estruturas de saúde.  3ª  Prestar Apoio Logístico continuado e diversificado para a Ação Humanitária dos EDS.

Expedicionários da Saúde (EDS)  é uma ONG criada em 2004, pelo médico Ricardo Affonso Ferreira,  voltada para Medicina e Saúde, que tem por missão levar atendimento médico especializado, principalmente cirúrgico, até populações indígenas que vivem geograficamente isoladas.

 médico Ricardo Affonso Ferreira dos Expedicionários da Saúde (EDS)

 

Os EDS 40 trabalharão na Aldeia Indígena de Crispim, localizada em Lábrea/AM, de 27 abril a 15 maio 2018.

O Polo Base de Crispim possui 13 aldeias e abriga aproximadamente 1.016 habitantes, na sua maioria das etnias Paumari e Apurina. Também serão atendidos outros polos e etnias, como Jarawara, Jamamadi, Deni, Mamuri, Suruwahá, Katawixi, Katukina, Banawá, Him erimã, Miranha, Karipuna, Bakairy, Jumas, Kokama e Kaxarari.

A previsão é de 8.981 indígenas sejam beneficiados pela ação. Maiores informações sobre os EDS 40 constam no site www.eds.org.br e também na sua página oficial do Facebook.

Várias instituições apoiam o nobre e voluntário trabalho dos EDS, como a FUNAI, Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), DSEI-Lábrea, UNICAMP, FAB e o Exército Brasileiro.

Ação do Exercito junto com a Ong  Expedicionários da Saúde. região de Lábrea, Sul do  A.


 Reconhecimento do Exército Brasileiro para apoiar os EDS 40:

Período: 11 a 14 abril de 2018.
Itnerário: 54° BIS (Humaitá/AM) – Lábrea/AM – Aldeia de Crispim
Efetivo empregado do EB: 10 militares.

Equipe de Apoio Avançado do EB aos EDS 40:

Saída do 54º BIS em HUMAITÁ: 14 abril 2018 (sábado).
Efetivo empregado do 54° BIS: 13 militares.
Missão: Realizar o desembarque dos materiais pesados de saúde do EDS 40 provenientes de Manaus que chegarão em Lábrea em diversos vôos da FAB. Posteriormente, acomodar os materiais em balsas para o transporte fluvial até Crispim. Onde os materiais serão desembarcados das balsas para serem acomodados nas estruturas de saúde montadas.

8. Equipe Principal de Apoio aos EDS 40:

Efetivo: cerca de 75 militares do 54° BIS, das Tropas da 17° Bda Inf Sl e do 5° BEC.
Período: de 25 abril 18 (quarta) até a conclusão do EDS 40.
Missão: Prestar Apoio Logístico continuado e diversificado para a Ação Humanitária dos EDS.

*com informações e imagens da Seção de Comunicação Social do 54º BIS

Barrancas Seu Portal de Notícias

5 (100%) 1 vote

MAIS RECENTES

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Autor: redação
Tags

Comentários no Facebook