A buscas continuam por submarino argentino e Sonar detecta ‘novo contato’

0 Flares 0 Flares ×

A Marinha argentina divulgou que um sonar “detectou um novo contato” na área de busca do submarino ARA San Juan, desaparecido nas águas do Atlântico Sul, no dia 15 de novembro com 44 marinheiros a bordo. Esse novo contato será investigado pelo submersível russo “Panther plus”, que tem a capacidade de submergir a mil metros de profundidade. As informações são do jornal argentino La Nación.

Nas últimas semanas, a Marinha já tinha relatado alguns contatos de sonares que detectaram algumas anomalias no fundo do mar, mas não obteve resultados sobre o paradeiro do ARA San Juan.

O navio de pesquisa oceanográfica americano Atlantis continua suas buscas  por destroços do submarino argentino. As autoridades, no entanto, não têm esperança em encontrar sobreviventes.

O último contato do ARA San Juan foi na manhã de 15 de novembro quando ia de Ushuaia, no extremo sul da Argentina, para a Base Naval Mar del Plata, a 400 quilômetros de Buenos Aires. No dia, o capitão do submarino reportou uma avaria nas baterias da embarcação.

Um estudo da inteligência naval dos Estados Unidos concluiu que os 44 tripulantes do submarino morreram instantaneamente após uma explosão. Para o relatório, o especialista em engenharia acústica Bruce Rule analisou a “anomalia acústica” detectada no dia 15 de novembro pela Organização do Tratado de Proibição Completa de Testes Nucleares e constatou que o submarino sofreu um colapso letal, liberando uma energia similar a uma explosão de 5.700 quilos de TNT, a 380 metros de profundidade.

O desaparecimento do submarino e a falta de explicações fez com que o chefe da Marinha argentina, almirante Marcelo Srur, fosse demitido.

 

Fonte- R7 – imagem – BBC Brasil

Barrancas Seu Portal De Notícias

Avalie esta postagem

MAIS RECENTES

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Autor: redação
Tags

Notícias relacionadas

Comentários no Facebook