Coletiva da PF sobre a Operação FORTRESS

0 Flares 0 Flares ×

Cerca de R$ 200 mil em espécie foram apreendidos na casa de um dos líderes da quadrilha. Além disso, carros de luxos apreendidos estão avaliados em mais de R$ 5 milhões.

Durante a Operação Fortress na quarta-feira (18), a Polícia Federal (PF) desarticulou uma quadrilha que lavava dinheiro e traficava drogas com o próprio avião que partia com entorpecentes de Rondônia para outros Estados. Na casa de um dos suspeitos investigados foram encontrados R$ 200 mil em espécie e ainda mais de R$ 5 milhões em carros de luxo.

Segundo o delegado da PF responsável pela investigação, Leonardo Marinho, empresas de Rondônia eram usadas para lavar dinheiro. “Da mesma forma como a droga saia de Rondônia, o dinheiro fazia o caminho reverso, ele voltava para cá. Foi aí que a gente conseguiu comprovar toda a lavagem de dinheiro, que eram os depósitos realizados em conta de de empresas de Porto Velho e da região, sempre em quantias parceladas ou em empresas que tinham uma movimentação muito alta para que se ocultasse. Algumas dessas empresas são do ramo do transporte e eles possuíam carretas e caminhões que foram apreendidos”, informou Marinho.

PF explicou ainda que antes da Operação Fortress oito pessoas já haviam sido presas em flagrante por tráfico de drogas, uma delas foi presa pela Delegacia de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil. O suspeito levaria a droga para Fortaleza (CE) em uma carreta. “Esse veículo era parte da nossa operação, o Denarc que realizou a apreensão, e esse veículo pode comprovar o crime cometido pela organização criminosa”, disse Marinho.

Boa parte dos integrantes da quadrilha já possuía passagem pela polícia. “Praticamente todos os traficantes possuíam passagem por tráfico. Os que lavavam o dinheiro não possuíam passagem, por isso foram bloqueados 40 contas de pessoas físicas e jurídicas”, disse o delegado.

Polícia Federal esclaresceu sobre a Operação Fortress deflagrada em Rondônia (Foto: Hosana Mora

Foram apreendidos carros de luxo, duas carretas, um barco, uma aeronave, drogas e ainda um barco. As investigações iniciaram em maio deste ano e a operação foi deflagrada antes que os suspeitos conseguissem se desfazer dos bens adquiridos com o tráfico e a lavagem de dinheiro.

Operação Fortress

A Polícia Federal (PF) de Rondônia deflagrou na manhã de quarta-feira (18) a Operação Fortress contra o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. As investigações começaram em maio após informações de que grupos criminosos, já com antecentes por tráfico, continuavam atuando de forma organizada e utilizando empresas para a lavagem do dinheiro. O principal grupo de atuação estava sediado em Porto Velho.

Ao todo foram expedidos 20 mandados de prisão preventiva, seis mandados de prisão temporária, 16 de condução coercitiva, 35 mandados de busca e apreensão nos estados do Acre, Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Rondônia.

Fonte: G1

Barrancas Seu Portal de Notícias

MAIS RECENTES

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Autor: Direto da Redação
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com