Despedida de Silvio e Vera, protetores dos animais

0 Flares 0 Flares ×

Ontem, foi o jantar de despedida de Vera e Silvio, um casal especial que ama os animais que quando estiveram em Humaitá, ajudaram muitos os cachorrinhos.

Vera e Silvio,  as vezes ficavam passeando pela cidade,  para dar comida e assistência aos cachorrinhos abandonados pelos seus donos. Conheça um pouco mais esse fantástico casal.

Despedida de Vera e Silvio

Ela pertence a “ASSOCIAÇÃO DE CACHORROS SEM DONO DE HUMAITÁ” e nos contou um pouco da sua história:

Moro em casa, com dois cachorros vira-latas, o mais velho já estava no lar há algum tempo antes de eu chegar, alugaram-me a casa com ele dentro, e o garotão (o mais novo) chegou por pedido de uns amigos para que eu tomasse conta dele, pois tinha sido abandonado pelos antigos “donos” e corria pela cidade a procura de sua família. Ambos se estranharam no começo, mas hoje, nós três temos uma prazerosa amizade.

Os cães, animais especiais, são sempre gratos, não têm egoísmo, não conhecem a maldade, inveja ou descontentamento, ficam do nosso lado sem hipocrisia, sem puxa-saquismo, não zombam, nunca pedem para trocar de canal na televisão, comem sempre felizes tudo o que damos para eles, jamais censuram nossas roupas, horários, amigos, tudo é aprovado com mexida de rabo.

Considero-me amigo dos animais? Qual é o significado da frase “amigo dos animais”? É fazer carinho num cachorro?  É pegar o telefone e ligar para denunciar o maltrato de um animal? É passar pedidos de ajuda nos grupos de Whatsapp? É jogar pão ou qualquer sobra de alimento para um vira-lata de rua? Se você faz tudo isso, deixe-me falar-lhe que não é por isso que você é amigo dos animais.

Proteger os animais é uma elevada vocação, um apostolado, é envolver toda a família para dedicar seu tempo, dinheiro, e outros recursos a uma causa sem lucro material que fica só na satisfação e na alegria espiritual.

Humaitá, igual a muitas outras cidades no Brasil, têm um contingente de animais nas ruas por abandono ou irresponsabilidade dos donos que permitem seus animais procriarem indiscriminadamente, e não temos uma ação efetiva dos órgãos públicos. Não desejamos que a prefeitura crie abrigos que terminem sendo depósitos para animais, o local deve ser só passageiro, e nossa missão deverá ser de procurar lares adotivos onde encontrem segurança, alimento e muito amor.

Humaitá como poucas cidades foi abençoada com a passagem desse casal,  a Vera Lucia de Castro Flores, que dedicou seu tempo como única combatente da cidade, à procura do bem-estar dos animais, permanentemente corre atrás de cachorros nas ruas e de amigos com vontade de adotá-los, sem se importar com a cor, raça, tamanho ou idade. Sua luta pela conscientização da população no cuidado dos bichos de estimação foi incansável, causando estranheza entre vizinhos e amigos que acharam que preocupar-se dessa maneira por animais abandonados é um exagero. Quando observamos de perto seu labor benéfico ficamos gratos ao céu, porque enquanto o mundo corre atrás do dinheiro, política, times e muitas vaidades, ainda temos seres humanos entre nós com a pureza no coração e a simplicidade para pensar nas necessidades dos demais.

Os bichos de estimação não têm como  procurar ajuda, dependem da boa vontade de pessoas com responsabilidade social e muita sensibilidade. Deus nomeou o homem como mordomo da criação, não para torturar ou maltratar, foi para tomar conta do meio ambiente e dos animais, para compartilhar com respeito os espaços e benefícios que nosso planeta nos brinda, sem esquecer do maravilhoso trabalho que os cães fazem em favor do homem como melhor amigo, acompanhante, médico terapeuta, policial, soldado, bombeiro e demais outras atividades.

A equipe do Portal  Barrancas  parabenizamos ao tenente Silvio Flores, porque sem o seu apoio, sua esposa não teria desenvolvido todo esse labor. Vera, a grande e encantadora mulher, batalhadora infatigável que deixa em nossa comunidade, mostras da filantropia canina para inspirar os passos de outras gerações interessadas em brindar seu tempo a  serviço de criaturas desprotegidas da natureza. Com certeza a Associação de cachorros sem dono de Humaitá ficará com saudades da principal ativista. Que Nosso Deus proteja seu caminho, por cada lugar que a família militar decidam enviar este casal.

Onde ela for sempre terá amigos caninos a quem ajudar!

Barrancas Seu Portal de Notícias

MAIS RECENTES

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Autor: Direto da Redação
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *