Doze peixes-bois serão levados do Inpa para o semicativeiro em Manacapuru

As sete fêmeas e os cinco machos irão para a etapa de semicativeiro que é considerada de extrema importância para facilitar a adaptação dos animais aos rios

Vítimas da caça ilegal, 12 peixes-bois, que atualmente vivem nos tanques do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), serão levados para um lago seminatural em Manacapuru (68 km da capital Manaus), nesta terça-feira (21), como parte do Programa de Reintrodução de peixes-bois do Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia, que é executado pela Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa).

A transferência das sete fêmeas e cinco machos será realizada em três etapas. A primeira será no dia 21 de agosto (terça-feira), onde serão translocados quatro animais dos tanques, a segunda será no dia 28 de agosto e a última será no mês de setembro.

De acordo com o responsável do Programa de Reintrodução do Projeto Mamíferos Aquáticos que atua em parceria com o Laboratório de Mamíferos Aquáticos do Inpa, Diogo Souza, a etapa de semicativeiro é de extrema importância para facilitar a adaptação dos animais aos rios.

“Essa etapa de semicativeiro é super importante porque favorece a readaptação gradual dos animais à natureza, já que o lago oferece as condições naturais dos rios da Amazônia”, explica o biólogo, acrescentando que o lago fica às margens do rio Solimões e sofre influência desse rio. “É um lago de piscicultura, onde as águas do rio se conectam com o lago trazendo um aporte de nutrientes e aumento de ofertas de plantas”.

O semicativeiro está localizado na Fazenda Seringal 25 de Dezembro, no quilômetro 74, na área rural de Manacapuru, no ramal do Lago do Calado. No local, ainda segundo Souza, que é mestre em Biologia de Água Doce e Pesca Interior pelo Inpa, no lago, os peixes-bois têm a oportunidade de entrar em contato com outras espécies como peixes e quelônios, além de explorar o substrato e a superfície do lago à procura de alimento.

Souza explica que essas atividades tiveram início em 2008 e até agora já foram devolvidos para a natureza 23 animais. “Essas ações são de extrema importância para essa espécie endêmica e ameaçada, e um dos principais parceiros nessas atividades é a Petrobras, quem patrocina o Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia há muito tempo”, comenta.

A ação de translocação dos 12 peixes-bois começa na madrugada do dia 21 de agosto, às 4h, com a secagem dos tanques para retirar os animais. Às 5h o comboio segue para o lago, e a previsão de chegada em Manacapuru é 7h30, com retorno para Manaus às 9h.  As demais translocações, do dia 28 de agosto e do mês de setembro, funcionarão da mesma forma que a primeira.

A atividade faz parte do Programa de Reintrodução de Peixes-bois da Amazônia, coordenado pela pesquisadora do Inpa, Vera Silva, coordenadora do LMA e do Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia. A ação conta também com o apoio do Projeto Museu na Floresta, uma parceria entre o Inpa e a Universidade Kyoto, do Japão.

Serviço

O quê? Pré-soltura de 12 peixes-boi da Amazônia que vivem nos tanques do Inpa que serão levados para um lago (semi-cativeiro), em Manacapuru.

Quando?  21 de agosto (terça-feira), 28 de agosto e setembro.

Onde? Saída do Inpa, Campus I – Aleixo, com destino a Manacapuru.

Horas? Às 4 horas da manhã, no Inpa

Fonte https://www.acritica.com

5 (100%) 1 vote

MAIS RECENTES

Author: Direto da Redação
Tags

Comentários no Facebook

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com