Editorial: Luciano Reichmann um Gaúcho com Alma Amazônida

0 Flares 0 Flares ×

No dia 12 de novembro de 2017, faleceu um homem chamado Luciano Reichmann, nascido em Erechim RS, Amazônida por opção e por amor.

Acreditou no potencial de Humaitá e do humaitaense, comprou terreno para construir o prédio para uma indústria de beneficiamento de castanha ( comprou o terreno e construí o prédio com dinheiro próprio),  a primeira de Humaitá desse porte, com paixão  e respeito por todos,  sendo humaitaenses nativos ou adotivos como ele.

Acreditando que Humaitá poderia ter  crescido e evoluído a mais de 20 anos, se tornando uma cidade modelo. Pagando um preço justo aos extrativistas de castanha, que são muitas vezes explorados pelos  atravessadores e aproveitadores , que trocam uma tv por  terra e sentam nas rodas e riem do homem simples. Por isso,  pagou um alto preço,  o preço de não poder trabalhar honestamente e dignamente, gerando empregos para a população.

Bem, Humaitá perdeu uma oportunidade de crescer livremente, sem correntes, sem medo.

Torcemos que surjam outros  Luciano Reichmann,  com alma  e coração limpos com visão de 22 anos afrente,  para que todos que vivem na terra de Humaitá,  Sul do Amazonas,  banhada pelo Rio Madeira,  sejam filhos nativos ou adotivos que tenham esse amor que esse simples homem teve pela terra  de Humaitá.

A imagem pode conter: céu, nuvem, casa, grama, atividades ao ar livre e natureza

 

Algumas homenagens postadas no Facebook de amigos de Luciano Reichmann :

Barrancas Seu Portal de Notícias / Dar Voz Aquele Que Não Tem Voz

 

 

 

MAIS RECENTES

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Autor: redação
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *