Escola Santo Antônio Promove Momento Cívico com 54ºBIS

O projeto teve início na última segunda-feira, dia 08 de maio. A Escola Municipal Santo Antônio, em parceria com o 54º Batalhão de Infantaria de Selva – 54º BIS, deram abertura a uma parceria que objetiva difundir valores cívicos aos alunos e funcionários daquela Instituição de Ensino.  Os encontros acontecerão mensalmente e as atividades serão mediadas por militares da Banda de Música do 54º BIS.

Os eventos acontecerão nas segundas-feiras nos períodos matutino e vespertino, pelo menos uma vez ao mês até novembro de 2017.

A proposta foi oficiada pela gestão da escola junto ao Tenente Coronel Alexandre Rabelo da Fonseca, comandante do 54º BIS/Humaitá-AM, e, pleiteia a realização de diversas atividades com o acompanhamento da banda musical do batalhão em cantos de hinos brasileiros e informações lúdicas sobre o Exército Brasileiro e valores cívicos.

De acordo gestora da escola Santo Antônio, Maria do Rosário, a ideia surgiu em meio aos professores com o intuito, primeiro, de cumprir as leis que dizem sobre a obrigatoriedade do momento cívico nas escolas públicas.

“ Foi daí, que pesamos em pedir ajuda aos militares para realizarmos algo diferente na realidade da nossa escola e de nossos alunos”, disse a gestora.

O evento inaugural contou com a presença de 13 músicos, e, iniciou com maestro apresentando cada músico e o respectivo instrumento. Em seguida conduziu a execução dos hinos Nacional, Independência, Bandeira, Exército, bem como, sucessos atuais da música brasileira. Nas apresentações futuras, além da expectativa do desenvolvimento de valores cívicos necessários para a formação de cidadãos críticos e equilibrados, a banda musical também, participará dos ensaios para o desfile de 07 de setembro deste ano.

Para o subtenente Flávio, mestre da Banda Musical do 54º BIS, despertar o civismo nas crianças pode trazer ótimas consequências para o futuro adulto, pois, momentos como esses, podem semear valores que resultarão na formação de um ser humano mais reflexivo, pois, crescerá conhecendo a história daqueles que lutaram para que tivessem, dentre outros, o efetivo direito de estudar, articulou o militar.

“ […] e tudo isso, somado ao ambiente escolar, ganha muito mais significados nas vidas desses alunos”, finalizou.

*Assessoria de comunicação

MAIS RECENTES

Barrancas Seu Portal de Notícias , Dar Voz Aquele Que Não Tem.

Autor: luciane
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *