Essa é para os professores um App brasileiro corrige provas pelo celular

Um estudante brasileiro criou um sistema para facilitar a vida do professor. Ele escaneia e corrige as provas objetivas de forma rápida e prática pelo smartphone e os estudantes também podem receber os resultados pelo celular.

“Em uma prova que poderia levar de duas a três horas para se corrigida, o professor pode fazer [o mesmo serviço ] em 10 minutos, estima Túlio Souza, criador do sistema Minha Prova.

O jovem de 25 anos – nascido em Recife e morador de Jaboatão dos Guararapes, PE – é estudante de Ciência da computação na UFRPE e teve a ideia ao ver o tempo que professores levavam para corrigir pilhas de provas.

“A ideia veio quando lembrei dos meus professores do ensino médio corrigindo muitas provas fazendo o processo manual, ai pensei que um aplicativo para escaneamento de cartão resposta resolveria o problema, e comecei a desenvolver”, conta Túlio.

Minha Prova

“O aplicativo permite reduzir o tempo de correção de provas e simulados, ter uma análise melhor sobre os resultados da avaliação, compartilhar os resultados com professores, ter acesso em qualquer lugar através de gráficos e tabelas e permitir que os estudantes acessem seus resultados individualmente”, diz.

“Após o recolhimento dos cartões preenchidos pelos alunos, o professor acessa o aplicativo Minha Prova e começa a escanear de maneira rápida, simples e eficiente através da câmera de seu smartphone Android”.

De acordo com Túlio com o sistema é possível:

  • Criar provas objetivas com questões categorizadas em vários tipos de matérias.
  • Baixar o cartão resposta no formato do Microsoft Word para personalizar com logotipo e cabeçalho da escola
  • Corrigir os cartões rapidamente com a câmera do celular Android
  • Exportar os resultados para uma planilha do Excel.
  • E visualizar gráficos com estatísticas de notas, erros e acertos da avaliação.

Uso em escolas

O sistema começou a operar este ano e já está funcionando em 12 escolas e cursos pré vestibulares de Pernambuco, Salvador, Belo Horizonte e outras cidades brasileiras.

Os primeiros testes começaram a ser feitos no meio do ano passado na Escola Técnica Estadual Cícero Dias, que tem 502 estudantes e fica em Pernambuco.

O coordenador pedagógico do colégio, Pedro Souza, disse ao SóNotíciaBoa que os maiores benefícios do Minha Prova são “agilidade na correção, custo irrisório considerando o benefício, registro dos resultados, confiabilidade, possibilidade de análise dos resultados através de gráficos e resultado para o estudante em tempo breve”.

“O professor reduziu em 70% o tempo de correção. Apesar de ser bastante significativo, no pós correção foi o ganho maior”, afirmou.

Vários professores também começaram a usar o serviço de forma independente.

Teste em Brasília

O SóNotíciaBoa convidou para testar o Minha Prova o professor Rafael Resende, de 31 anos, que dá aulas de História no colégio Anchieta, em Brasília. Ele elogiou.

“Ele é ótimo para fazer provas padrão, com cartão resposta de gabarito. Tendo um aplicativo aí simples, barato, vale muito à pena para o professor e para a escola”.

“Isso é muito importante para o professor porque ele não perde tempo nessas correções e isso adiantaria muito na vida do professor”, conclui Rafael.

Fotos: reprodução / Minha Prova

Preços

O Aplicativo cobra em forma de créditos. Cada crédito permite a correção de uma prova, mas o professor pode fazer uma avaliação gratuita, se quiser.

Há dois tipos de pacotes: um para professor e outro para escolas.

Pacote de valores para professor:

  • 50 créditos – R$ 5
  • 500 créditos – R$ 35
  • 1.000 créditos – R$ 50

Os créditos para escola podem ser comprados nos seguintes pacotes:

  • 100 Créditos – R$ 45
  • 500 Créditos – R$ 175 e
  • 1.000 Créditos – R$ 250,00

Acesse o MinhaProva aqui.

 

Fonte: notíciaboa /  minhaprova

Barrancas Seu Portal de Notícias

Avalie esta postagem

MAIS RECENTES

Autor: redação
Tags

Notícias relacionadas

Comentários no Facebook

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com