Fábrica da Coca-Cola está sendo investigada por desvio de água

A Fábrica da Coca-Cola na cidade de Jundiaí -SP está sendo investigada pelo Ministério Público de Campinas sobre  suposto desvio de água do rio Atibaia, água bruta assim é chamada água sem tratamento pelas normas da Arsesp.

O inquérito da promotoria através do Promotor Rodrigo Sanches Garcia, do Gaema  ( Grupo de atuação Especializada em Meio Ambiente) foi baseado em informações de um relatório publicado no site do Instituto Coca-Cola sobre economia de água.

coca cola

O documento diz que a “planta de Judiaí é abastecida com água bruta captada pelo DAE (Departamento de água e esgoto), tendo o rio Jundiaí-Mirim pela principal fonte de captação, oferecendo uma vazão em média 500 1/s”

A água do rio Atibaia desemboca no rio Jundiaí-Mirim desde 1975, segundo DAE.

O Rio Atibaia é responsável por 95% do abastecimento da cidade de Campinas. Segundo o promotor o volume de captação está abaixo do normal.

Com a estiagem isso pode deixar mais de um milhão de pessoas sem água , que são abastecidas através desse rio. diz o Promotor do caso.

 A empresa disse  em nota: “A empresa refuta a informação de que o consumo de água seria de 500 litros por segundo. A operação nunca teve este consumo, sequer capacidade de receber este volume de água”.

 

 

 

Com informações Folha de SP.

 

Notícias Relacionadas

Autor: Direto da Redação
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *