Hospital João Lúcio é destaque em neurocirurgia

Neurocirurgiões usam tecnologia para fazer João Lúcio se destacar

O hospital pronto-socorro João Lúcio, na zona leste de Manaus, realizou 302 neurocirurgias no cérebro até maio, um número expressivo graças a equipamentos modernos, como microscópio cirúrgico e aspirador ultrassônico.

Desse universo de procedimentos de alta complexidade, 31 foram de microcirurgias intracranianas para a retirada de tumores.

De acordo com o diretor da unidade, Edson Ramos, o neurocirurgião é o profissional-chave tanto para diagnosticar o problema no cérebro quanto para realizar a cirurgia chamada agudizada, aquela que é caso de emergência.

“O encaminhamento ocorre quando a pessoa vai ao pronto-socorro se sentindo mal, ou foi diagnosticada em alguma unidade. Ela é avaliada pelo neurocirurgião e, ao definir o diagnóstico, a gente já providencia os exames e passa a fazer o agendamento para a cirurgia”, disse.

O médico neurocirurgião Carlos Tadeu, um dos responsáveis pelo resultado considerado excelente no atendimento nessa área no hospital João Lúcio, destaca a importância da unidade do Governo do Estado como referência em cirurgias de trauma da coluna e crânio.

“Hoje o hospital está estruturado com equipamentos de última geração na neurocirurgia, o que nos permite prestar atendimento de excelência para pessoas não só de Manaus e de sua área metropolitana, mas de toda a região amazônica”, disse Carlos Tadeu.

Em todo o ano de 2017, os médicos neurocirurgiões do João Lúcio realizaram 790 microcirurgias intracranianas, sendo 31 para a retirada de tumores.

O neurocirurgião Sílvio Fernandes, que também opera os equipamentos no João Lúcio, disse que o aspirador ultrassônico e o microscópio cirúrgico capacitam a unidade para os procedimentos de alta complexidade para microcirurgias intracranianas medular e vasculares, as de aneurismas cerebrais.

“Dentro da rede do SUS, esse é o melhor microscópio disponível no Amazonas. Tudo isso nos dá um campo microscópio de ação para fazermos, com segurança, um procedimento microcirúrgico, com todos os detalhes necessários”, disse outro neurocirurgião, Marco Valdívia.

Segundo o diretor Edson Ramos, poucos estados do Brasil têm o serviço organizado da forma como é hoje no João Lúcio.

 

fonte: bncamazonas – Foto: Divulgação/Secom

 

Barrancas Seu Portal de Notícias

Avalie esta postagem

MAIS RECENTES

Autor: Direto da Redação
Tags

Notícias relacionadas

Comentários no Facebook

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com