Joaninhas são distribuídas em Paris para conter praga

As joaninhas são mais do que bonitinhas. Elas são predadores naturais dos pulgões, uma praga que está infestando hortas, jardins e terraços de Paris.

Por isso a prefeitura da capital francesa vai distribuir 40 mil larvas de joaninhas para os cidadãos.

A ideia é conter a superpopulação de pulgões, que sugam a seiva das folhas, e evitar que os moradores usem pesticidas.

“Essa distribuição de larvas de joaninhas para particulares faz parte de um programa para incentivar os parisienses a não utilizar produtos químicos que são prejudiciais à saúde e ao meio ambiente”.

Palavras da diretora do Departamento de Espaços Verdes de Paris, Pénélope Komitès.

Caixas com larvas de joaninhas serão distribuídas com kits educativos para que os cidadãos possam criar os insetos em suas hortas e jardins.

As 110 hortas comunitárias da cidade receberão caixas com 100 larvas cada.

A ação faz parte de uma nova etapa do processo de proteção à biodiversidade parisiense.

Desde 2001, a cidade implementa ações de gestão dos espaços verdes públicos e privados com incentivo à prática de técnicas de horticultura que não agridam o meio ambiente.

É o caso do mulching, uma técnica que reduz evaporação da água e surgimento de daninhas e a compostagem.

Desde 2015, a cidade já não permite a utilização de herbicidas à base de glifosato ou ácido diclorofenoxiacético (conhecido como 2,4 D), ambos considerados cancerígenos pela Organização Mundial da Saúde naquele mesmo ano.

Pénélope Komitès, disse à rádio RFI que a cidade não usa “os produtos organofosforados e organoclorados” desde 1985.

Com informações da RFI e Nexo

Barrancas Seu Portal de Notícias

MAIS RECENTES

Autor: redação
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *