Morre o “pregador da América” Billy Graham

0 Flares 0 Flares ×

O conselheiro de Presidentes e televangelista que se tornou um dos mais importantes líderes religiosos mundiais morreu aos 99 anos.

Billy Graham, o “pregador da América”, um padre evangélico norte-americano que foi conselheiro de uma dezena de presidentes dos Estados Unidos e pregou a literalidade da palavra da Bíblia, a 200 milhões de pessoas em 185 países, de viva voz, e a muitas mais pela rádio, televisão e Internet, morreu aos 99 anos, na sua casa, na Caralina do Norte.

Desde 1955, apareceu na lista de Gallup dos homens mais admirados pelos norte-americanos mais de 60 vezes, diz a NBC – basicamente, desde que esta questão começou a ser feita.

“Foi provavelmente o líder religioso mais importante do seu tempo”, comentou à Reuters William Martin, autor da biografia A Prophet With Honor: The Billy Graham Story. “Não terá havido mais do que um dois Papas, ou talvez uma ou duas outras pessoas, que se tenham aproximado do que ele conseguiu.”

Encheu estádios, em eventos aos quais chamou “cruzadas”, recorda o New York Times, e espalhou a sua influência através de “convicção religiosa, presença de palco e perspicaz uso dos meios e tecnologias de comunicação”, diz o jornal.

Encorajou os evangélicos a reconquistar influência social face aos católicos e protestantes, invertendo a tendência de recuo que se iniciou após o célebre julgamento Scopes, em 1925, em que radicais religiosos tentaram desafiar a teoria da Evolução através da Selecção Natural de Charles Darwin, e impedi-la de ser ensinada.

No entanto, nos últimos anos Graham afastou-se do movimento político evangélico que ajudou a criar e evitou os temas polémicos caros aos conservadores religiosos.

fonte:publico.pt

Barrancas seu Portal de Notícias

Avalie esta postagem

MAIS RECENTES

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Autor: redação
Tags

Notícias relacionadas

Comentários no Facebook