A morte pede carona. Jovem é morta após combinar carona pelo WhatsApp

0 Flares 0 Flares ×

(1º nov 2017) – São José do Rio Preto-SP. Aplicativos de redes sociais são tecnologias que facilitam a vida de centenas de pessoas, principalmente para o lazer. Contudo, os mesmos aplicativos podem colocar em perigo qualquer pessoa que não atente para algumas regras de segurança. Nesta data, a jovem Kelly Cristina Cadamuro foi morta por Jonathan Pereira do Prado (33 anos), após combinar uma carona pelo aplicativo WhatsApp. Este crime é um alerta para que mulheres e crianças, seguimento mais vulnerável da sociedade, tenham extremo cuidado quando forem marcar algum tipo de encontro, principalmente com desconhecidos.  Em casos especiais, que realmente seja necessário tal encontro, este deve ser feito em lugares públicos como shoppings. Outro regra é avisar os familiares e combinar contatos em horários preestabelecidos durante o deslocamento. Com relação as crianças, cabe aos pais fiscalizar os Smartphones dos pequeninos na tentativa de evitar que eles sejam vítimas de pedófilos ou de pessoas especializadas em sequestrar crianças para prostituição infantil ou tráfico internacional de órgãos. Kelly Cristina, que era radiologista, desapareceu no dia 1º out, após deixar São José do Rio Preto (SP) com destino a Itapagipe (MG), onde iria se encontrar com seu namorado. Seu corpo foi encontrado as margens de um córrego entre as cidades de Itapagipe e Frutal, no dia 2 out, semi-despida e com a cabeça mergulhada na água. O sepultamento de Kelly Cristina ocorreu em sua cidade natal Guapiaçu (SP) no dia 3 out. Jonathan, assassino confesso da jovem era foragido do sistema prisional.

 

MAIS RECENTES

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Autor: redação
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com