Mundo a sua volta

De Isaura Ardenghi Reichmann

Homem surrado, sofrido
Não compreende
Qual a razão da perseguição
No mundo a sua volta
Ecoa um grito
Ouve-se um gemido
De lamento e dor
Correm em busca de acusações 
Quanto mais acumularem
Quanto mais forjarem
É justificação para condenação

Olhos, vozes, Mãos
Olhos –  que nos dele fixaram-se com admiração
Vozes – outrora meiga, doce
falando com brandura,, expressando amor
Mãos – que as suas apertaram, solicitas, amigas
Indiferentes
Não se cham contentes
Com a humilhação
Querem através da acusação
Expulsarem de si próprios
O sentimento lastimável da traição

O mundo está cheio de culpados
Homens canalhas , são isentos de condenação
Admirados pelos seus feitos
São considerados inteligentes , brilhantes
Belos ilustres cafajestes, reverenciados
Nessa terra se acham com direitos  
Merecedores de Perdão

Jesus Cristo
Por homens foi condenado
Crucificado
Não se explicou
Provas não mostrou
Diante das autoridades , não se justificou
Foi ao Pai Eterno à quem suplicou
A terra tremeu
Escura ficou
Cristo inocente Morreu
A vontade do Pai eterno , se realizou
A Salvação para humanidade concedeu
Ressuscitou mostrou silenciosamente
Que ele ,  JESUS CRISTO o NAZARENO
Ele era e é o Filho de Deus.

imagem: reprodução

Barrancas Seu Portal de Notícias

5 (100%) 2 votes

MAIS RECENTES

Author: isaura ardenghi reichmann
Tags

Comentários no Facebook

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com