Natureza

0 Flares 0 Flares ×

Por: Isaura Ardenghi Reichmann

O cantar do pássaros
São cantigas sonoras
Agradecendo à Deus
Pela natureza
Neste quadro criado
O despontar do sol altivo
Vem com seus raios banhar
A árvore, onde o passarinho
Faz o seu ninho para repousar
O poeta, o sonhador
Que tudo assiste
Não resiste
Sem interrogar
Por que?
Tanta beleza
Aliada com esta natureza
Que foi talhada
Pela mão do grande escultor
Deus o Criador
Não é amada e respeitada
Não é vista como obra prima de um artista
Sem ela , não seria possível
O homem respirar
E do progresso desfrutar
As gotas da chuva a cair
O vento a soprar frio
No banco da praça
Não dá para sentar
Molhado pela chuva está
Resta ao homem
O progresso olhar
Sem reclamar
Quanto tempo perdido
Passou
Tarde,  muito tarde
Despertou
O poeta . o sonhador
Contínua a meditar
É o entardecer

 

 

foto: morguefile –muvuca

Barrancas Seu Portal de Notícias

Avalie esta postagem

MAIS RECENTES

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Autor: isaura ardenghi reichmann
Tags

Comentários no Facebook