Operação silêncio da Policia Militar do AM

0 Flares 0 Flares ×

Alegando não cumprimento de promessas de campanha feitas pelo governador, policiais militares anunciam paralisação “Operação Silêncio”

A segurança da população estará terrivelmente comprometida caso se concretize o que policiais militares estão anunciando através de mensagens pelo Whatsapp, numa mobilização da tropa semelhante a que ocorreu no ano passado antes da paralisação dos praças da PM, no dia 28 de abril. Eles anunciam a realização de um ato de protesto denominado “Operação Silêncio”, com “zero de produção” dos policiais em serviço, o que corresponderia aos PMs cruzarem os braços para as ocorrências policiais, mesmo estando em atividade.

Greve-PM (1)

O denominado comando de greve determina inclusive que as viaturas policiais estarão em velocidade reduzida, o que faria com que o patrulhamento ficasse praticamente parado. A nota de mobilização determina: “velocidade no patrulhamento 40 kms”.

Exatamente como aconteceu nos dias anteriores a paralisação dos praças da PM, os policiais pedem através dessas mensagens pelo Whatsapp para que os colegas de farda “avisem seus familiares e amigos” sob os riscos de violência que estarão correndo com a falta de policiamento nas ruas e a bandidagem agindo livremente. “Ninguém vai estar seguro”, anunciam.

Os policiais não explicam claramente o que está ocorrendo mas deixam entender que esse seria o “troco” dado ao Governo do Estado pelo não cumprimento de promessas feitas pelo governador José Melo durante a campanha eleitoral. “Bom dia senhores, devido ao descumprimento de acordo feito com governo de que não haveria represálias para conosco que fizemos a paralisação ano passado, mais de quatrocentos pais de famílias estão na eminência (sic) – o certo é iminência – de perder os seus empregos, por isso começaremos várias operações e, se continuar o governo não rever a sua atitude, a POLÍCIA DESTE ESTADO IRÁ PARAR ANTES DO CARNAVAL. Avisem seus familiares e amigos e isto não é um trote. Bom dia e um bom sábado” – a nota está escrita sem mudanças no texto, exatamente como foi enviada. Esta é uma das mensagens que chegou ao Whatsapp do Radar, assinada pelo “Comando de Greve dos PMs”.

 

 

 

 

Radar Amazônico / por Any Mrgareth

MAIS RECENTES

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Autor: Direto da Redação
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com