PREFEITURA PINTA ÁRVORES DE AMARELO E O IBAMA NOTIFICA

Humaitá- AM: Instituto do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis  ( IBAMA)  notificou o prefeito de Humaitá, Herivâneo Seixas, para que retire a tinta amarela,  que ele mandou passar nos troncos das árvores das praças e das vias públicas. O ex-prefeito Dedei Lobo,  também mandava pintar os troncos das árvores, só que era de branco, não sabemos se algum dia recebeu alguma notificação por isso.

Passar tinta nas  árvores para deixa-las bonitas, mesmo aquelas à base de cal, até a metade do seu tronco na verdade a prejudica. Além de alterar o estado físico-natural da planta, a pessoa pode ser enquadrada por agressão ambiental.

Cada prefeito que entra muda as cores do prédio da  prefeitura e dos demais prédios dos órgãos municipais, e o atual prefeito escolheu as cores amarela, azul. Resolveu além de pintar os prédios,  rodoviária e os troncos das arvores , o meio fio e os postes de amarelo. Deveria ter uma lei que escolhesse uma cor  e essa cor ficasse, sem mudança de cores, assim pouparia dinheiro público, dinheiro dos munícipes.

Como mandou pintar também de amarelo o meio fio, surgiu uma duvida dos motoristas,  se  pela legislação  é proibido estacionar?
Fomos  buscar essa informação para você: Bem, quando se olha a faixa amarela pintada junta a sarjeta, logo entendemos que é proibido estacionar:  Na realidade essa duvida vem de uma cultura adquirida ao longo dos anos, mas que na realidade não é isso que significa.  A faixa amarela, assim definida pelo Código de Trânsito Brasileiro em seu anexo II  é apenas uma faixa delimitadora informando de que ponto até que ponto é proibido estacionar ou parar, porém não tem validade alguma se não vier acompanhada da placa de regulamentação R6a ou R6c, ou seja placa de proibido estacionar ou proibido parar e estacionar.

Como dizemos no início o  ex-prefeito Dedei Lobo,  também mandava pintar o meio fio e os troncos das árvores,  só que era de branco, colocou até luz de LED nas vias principais, enquanto os bairros ficaram sem iluminação pública,e a cidade saneamento básico.    Quando foram retiradas às lampadas de mercúrio da Transamazônica e as outras lampadas das vias, falaram que seriam levadas para os bairros, comunidades, mas as mesmas continuam sofrendo por falta de iluminação pública. Onde elas foram parar?

 

*Com informações amigoinstrutor

MAIS RECENTES

Barrancas Seu Portal de Notícias, Dar Voz para aqueles que não têm voz

 

Autor: luciane
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *