Saiba a origem do Dia dos Namorados

Como você sabe, hoje é o dia em que os casais apaixonados celebram o seu amor, seja com jantares românticos, troca de presentinhos, bombons ou cartões. Mas, apesar de essa data já ter se tornado uma tradição em todo mundo — com algumas variações que contaremos para você ao final da matéria —, você conhece a origem do Dia dos Namorados?

Se você pensava que a comemoração desse dia teve origem recentemente, está enganado. Aliás, existem diversas lendas sobre o possível surgimento da data. Uma delas é da época da Roma Antiga, e estaria relacionada à celebração de um festival chamado Lupercalia, que coincidia com o início da primavera no calendário romano, marcado no dia 15 de fevereiro.

Assim, na véspera dos festejos, era costume que os nomes das moças solteiras fossem colocados dentro de frascos e, depois, sorteados pelos rapazes, para que elas se tornassem suas namoradas durante os dias do festival — ou enquanto o amor durasse!

São Valentim

Fonte da imagem: pixabay

Outra lenda relaciona a origem do Dia dos Namorados ao Dia de São Valentim, celebrado em 14 de fevereiro pelos casais apaixonados na maioria dos países do Hemisfério Norte. Nesse caso, tudo começou quando o imperador Cláudio II de Roma decidiu — no século III — proibir o casamento, para poder dispor de mais homens solteiros que serviriam como soldados nas guerras.

Entretanto, um sacerdote da época, chamado Valentim, discordando das ordens do imperador, continuou celebrando casamentos em segredo. Ao ser descoberto por Cláudio, Valentim foi preso e condenado à morte, e começou então a receber bilhetes e flores de jovens que diziam ainda acreditar no amor. Aliás, enquanto estava na prisão, o sacerdote teria se apaixonado por uma moça cega chamada Asterius, filha do carcereiro que o atendia.

Reza a lenda que Valentim fez um milagre e a moça recuperou a visão, o que não foi suficiente para livrá-lo da morte. Assim, na véspera de sua execução — que ocorreu no dia 14 de fevereiro —, o sacerdote teria escrito uma carta de despedida para a sua amada, terminando com a expressão “seu Valentim”, forma que até hoje é usada em países como os Estados Unidos e a Inglaterra (“your Valentine”) para assinar os cartões de Dia dos Namorados.

Santo casamenteiro

Fonte da imagem: Reprodução/Tetto Arquitetura

Já aqui no Brasil, o Dia dos Namorados é comemorado todo 12 de junho, e essa data tem uma origem bem menos romântica. Ela teria sido criada por comerciantes paulistas, que decidiram que a véspera do Dia de Santo Antônio — frei de origem portuguesa conhecido pela sua fama de casamenteiro —, que coincidia com a época de menor volume de vendas do ano, seria ideal para impulsionar o comércio.

Assim, no final da década de 40, João Dória, que trabalhava para a agência de publicidade Standart Propaganda, criou o slogan “Não só de beijos vive o amor”, transformando o dia 12 de junho na data em que casais, apaixonados e pretendentes gastam pequenas fortunas para agradar às pessoas amadas.

Curiosidades sobre o Dia dos Namorados

Fonte da imagem: pixabay

  • Muitos rapazes esperam esse dia para fazer seus pedidos de casamento, e a compra de joias também aumenta bastante nessa época do ano;
  • Anualmente, mais de mil cartas endereçadas a Julieta, a eterna amante de Romeu — personagens fictícios criados por William Shakespeare —, são enviadas à cidade italiana de Verona;
  • No Japão, quem presenteia nesse dia são as mulheres, com chocolates e quitutes feitos por elas para os seus prometidos ou pretendentes. Já os rapazes retribuem a gentileza um mês depois, no dia 14 de março;
  • Estima-se que 1 bilhão de cartões sejam “trocados” no Dia dos Namorados só nos EUA, ficando atrás apenas dos cartões enviados no Natal, que alcançam a marca de 2,6 bilhões de unidades;
  • Todos os anos, mais de 50 milhões de rosas são presenteadas por conta dessa celebração.

Fonte:megacurioso

MAIS RECENTES

Barrancas Se Portal de Notícias

Autor: luciane
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *