Vazamento de e-mails da Sony faz novas vítimas: Clooney e DiCaprio. Ui!

 

E o quiproquó na Sony Pictures parece estar longe de acabar. Depois de hackers soltarem e-mails maliciosos entre o produtor Scott Rudin e a diretora Amy Pascal  com comentários maldosos sobre Angelina Jolie e até Barack Obama, caiu nas redes uma nova série dos tais e-mails comprometedores. Desta vez, sobrou para Leonardo DiCaprio, George Clooney, e o novo filme do 007 (“Spectre”). Ui! Glamurama destrincha:

Caso DiCaprio

Aaron Sorkin, roteirista da série “The Newsroom” e do filme “A Rede Social”, está escrevendo um filme biográfico sobre Steve Jobs, que será lançado pela Sony Pictures em breve. Leonardo DiCaprio foi a primeira opção para fazer o papel de Jobs, mas o ator acabou mudando de ideia. Assim, virou assunto de fofoca entre o produtor Mark Gordon e Amy Pascal. “Comportamento horrível”, disse Mark a Amy sobre a decisão de DiCaprio de abandonar o longa. “Desprezível, na verdade”, respondeu Amy.

Confissões de Clooney

Quando o filmeCaçadores de Obras-Primas” saiu em cartaz no início do ano, recebeu críticas negativas. Clooney, o protagonista, teve uma crise de autoestima e mandou um e-mail para Amy pedindo proteção. “Vamos bombar o filme. Não durmo há 30 horas e já são 7h da manhã”, escreveu. Amy respondeu: “Vamos te proteger gerando lucro, é a melhor vingança que existe”. Em seguida, Clooney admitiu: “Te adoro, Amy. Você é literalmente a única pessoa dirigindo um estúdio que ama filme. Tenho medo de ter te decepcionado. Não foi a minha intenção. Peço desculpas. Perdi a manha, quem diria? Desculpa. Não vai acontecer de novo”.

Problemas com o filme “Spectre”, da série 007

Segundo o jornal “New York Post”, “Spectre”, com budget de R$ 760 milhões, não está bom para os executivos da Sony. Alguns empresários se mostraram extremamente insatisfeitos com o final do longa, mandando um e-mail,  em agosto deste ano, em caixa alta: “TEM QUE TER ALGUM TIPO DE REVIRAVOLTA EM VEZ DE UMA SÉRIE DE PERSEGUIÇÕES ARMADAS”.

Demissão imediata

Charles Sipkins, RP top da Sony, foi demitido, pois não emplacou Amy Pascal em uma mesa redonda de poderosos de Hollywood, durante um evento do veículo “The Hollywood Reporter”. “Demita o seu RP imediatamente”, escreveu a Amy o marido dela, Bernard Weinraub,  ex-jornalista do “New York Times”. Seis dias depois Charles perdeu o posto.

*

Os hackers por trás de todos os vazamentos de e-mails são de um grupo chamado Guardiões da Paz. Teorias da conspiração acreditam que a trupe esteja em conchavo com o governo da Coreia do Norte, já que a Sony vai lançar o filme “The Interview”, sobre o assassinato de Kim Jong-un. Neste sábado, os hackers soltaram um comunicado dizendo que vão entregar um  “presente de Natal” que vai acabar com a Sony. A notícia saiu no  “The Hollywood Reporter”.

 

MAIS RECENTES

Fonte; Uol / Glamurama

 

Autor: Direto da Redação
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *