VIDA

Por: Isaura Ardenghi Reichmann

O sol desponta
Maravilha do amanhecer
Reflete nas águas do rio
Colore as árvores
O verde da natureza
Espalha tanta beleza
O caminho iluminado
Traga cada passo
Um rosto
Um andar
Maltrapilho
Se acha esquecido
No próprio destino
Contínua pelas ruas
Sua morada
Um rosto
Na rua fica marcado
O passar costumeiro
Não é reverenciado
Mas, fica marcado
Um rosto sem expressão
Nada espera
Nada busca
A mente navega
O passado existe, calado
As mãos encolhidas
No próprio corpo, se abriga
Porque nelas,  ninguém quer tocar
Fala sem sentido
Pra ser ouvido
É apenas um passar
Por que parar?
Um rosto
Um andar
Quantos passos dados
Neste caminhar
Nasceu, cresceu
Homem tornou-se
Viu o sol nascer
O anoitecer
A esperança de menino
O tempo levou
Na sua vida
O sol restou
Porque é dádiva de Deus.

Barrancas Seu Portal De Notícias

Avalie esta postagem

MAIS RECENTES

Author: isaura ardenghi reichmann
Tags

Comentários no Facebook

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com