Agosto Lilás: Servidores estaduais atuam no combate à violência doméstica por meio do app ‘Alerta Mulher’

Dedicação e compromisso são as marcas dos servidores públicos do Estado que atuam por meio do aplicativo “Alerta Mulher”, garantido atendimento imediato às mulheres que tenham medida protetiva em razão de violência doméstica. O serviço, que já registou mais de 500 cadastros em dois anos de funcionamento, é realizado por georeferenciamento da vítima, permitindo que a polícia seja acionada rapidamente durante uma situação de perigo.

O “Alerta Mulher” é coordenado pela Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). Para garantir a eficácia do aplicativo, a secretária adjunta de Políticas para Mulheres, da Sejusc, Paula Cristina Martins, explica como ocorre o trabalho em conjunto dos servidores das duas pastas.

“Nós temos servidores que trabalham nesse mecanismo de proteção da mulher desde o primeiro atendimento, com a instalação do aplicativo no celular dela, que acontece por meio do Serviço de Apoio Emergencial à Mulher (Sapem), até o acompanhamento da localização por uma equipe específica e deslocamento da viatura ao local onde a vítima esteja em situação de perigo, pelo descumprimento da medida por parte do agressor”, esclareceu.

Dedicação – Trabalhar em prol das vítimas da violência doméstica é motivo de orgulho para a secretária. “Eu, como servidora, acho que todas as mulheres têm que ter esse tipo de proteção e têm que saber que existe essa proteção. E nós também, como servidoras, não podemos ficar caladas. É um orgulho muito grande saber que uma mulher mudou de vida por meio dos nossos serviços”, enfatizou Martins.

Criação do aplicativo – A ferramenta usada pelo Estado para combater esse tipo de violência, que ainda é uma realidade entre muitas mulheres, foi criada a partir do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), do major Marco Gama, coordenador do Departamento de Tecnologia da Secretaria Executiva de Planejamento e Gestão Integrada (Seagi), da SSP.

“O ‘Alerta Mulher’ foi meu TCC, no curso que fiz de Aperfeiçoamento de Oficiais, para que eu virasse major, e eu trouxe esse trabalho. A secretaria viu que tinha um potencial muito bom, e a gente conseguiu implementar, trazendo benefícios para a população. É muito gratificante, porque o Estado viu o potencial do servidor e explorou esse potencial. Eu me sinto grato por ter esse reconhecimento do Governo”, destacou o major.

Agosto Lilás – A campanha nacional Agosto Lilás reforça o combate à violência contra a mulher, principalmente no âmbito doméstico, que é um crime previsto na Lei nº 11.340, sancionada em 7 de agosto de 2006, denominada Lei Maria da Penha. O Governo do Amazonas apoia a causa por meio de ações, projetos e ferramentas como o “Alerta Mulher”.

FOTOS: Bruno Zanardo/Secom

Continue lendo
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com