AM terá crematório e quem desembarcar no Aeroporto fica em quarentena

“Toda pessoa que chegar em Manaus, desembarcando no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, será mantida em quarentena. Estado registra 54 casos”

Manaus – Em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (25), o governador do Amazonas, Wilson Lima, informou que o Estado terá um crematório para as vítimas fatais do Covid-19, o novo coronavírus. O prazo para a entrega da obra, conforme Lima, é até à próxima semana. O Estado já registra 54 casos da doença e uma morte.

O governador aproveitou, ainda, para comentar sobre o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, ontem (24), em rede nacional. Para ele, as recomendações de prevenção ao coronavírus serão mantidas em todo o Amazonas seguindo protocolo do Ministério da Saúde.

Ainda conforme o governador, o prejuízo financeiro é inevitável, mas é preciso proteger vidas. “Não voltarei atrás em nenhuma decisão que foi tomada anteriormente em meu governo. Vou baixar um decreto que todo mundo que chegar de viagem no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes será colocado em quarentena”, garantiu.

Os passageiros serão monitorados por meio de um aplicativo, disponível para celulares, durante um período de 15 dias. Em caso de sintomas e a necessidade de atendimento emergencial, o paciente será levado, por uma equipe de Vigilância e Saúde, até o Hospital Delfina Aziz, na Zona Norte de Manaus, que concentra os casos de isolamento pelo coronavírus.

Wilson destacou ainda que agentes de vigilância ambiental e endemiológica terão poder de polícia no Estado, para que as determinações sejam cumpridas a risco.

 

Logo de Amazonas - Amazonas Em Tempo

Continue lendo

Comentários no Facebook

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com