‘Amazone-se’ vai impulsionar crescimento do turismo pós-pandemia

Plano de retomada do setor inclui protocolos de biossegurança a serem adotado por profissionais e estabelecimentos

O Plano de Retomada da Atividade Turística, Amazone-se, lançado pelo governador Wilson Lima nesta sexta-feira (18/09) reúne projetos e programas para impulsionar o crescimento do segmento, um dos mais impactados pela pandemia da Covid-19. A implantação do plano iniciou em abril e é feita pela Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), que prevê ações de ordenamento do setor, apoio ao empresariado, promoção do destino Amazonas e obras de infraestrutura.

“Hoje nós damos mais um passo importante, que é a retomada das atividades turísticas do Amazonas. Vamos começar pelo início da temporada de pesca, que movimenta, todos os anos, no período de outubro a fevereiro, algo em torno de R$ 80 milhões. Ontem os primeiros turistas da pesca esportiva começaram a chegar, e aí a gente vai implementando gradualmente uma série de outras ações”, anunciou o governador Wilson Lima, durante o lançamento do Amazone-se.

A solenidade aconteceu no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques e contou com a presença dos senadores Flávio Bolsonaro e Omar Aziz, dos deputados federais Eduardo Bolsonaro e Silas Câmara, do presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Gilson Machado Neto, e do secretário nacional de Pesca, Jorge Seif Júnior, além da presidente da Amazonastur, Roselene Medeiros.

Protocolos – Por meio da Amazonastur, o Governo do Estado elaborou oito protocolos de biossegurança para implantação em agências de turismo, bares, restaurantes, eventos, hotéis, voltado também para guias de turismo, operadores de pesca esportiva, transporte terrestre e fluvial, além do usuário do Centro de Convenções Vasco Vasques.

As recomendações incluem a lavagem frequente das mãos com água e sabão, utilização de álcool em gel, distância mínima de dois metros entre as pessoas, uso de máscara e a higienização e desinfecção frequente de superfícies e objetos, conforme orientado pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Para os operadores da pesca esportiva, os protocolos de biossegurança incluem a sugestão de realização do exame sorológico para Covid-19 dez dias antes de sua viagem, bem como a atualização da carteira de vacinação (Febre Amarela e Hepatite).

Além disso, é orientada uma avaliação médica antes da viagem, com uma possível prescrição do médico para obtenção de um kit com medicações para que sejam usados caso surjam sintomas durante a pescaria. Também é recomendada a procura por cenários com menor aglomeração, levar alimentação para o trajeto, evitar sair do ônibus ou carro nas paradas e utilizar máscara em todo o trajeto.

As demais orientações direcionadas às agências de turismo, bares e restaurantes, eventos, guias de turismo, hotelaria, transporte terrestre e fluvial e usuário do Centro de Convenções Vasco Vasques podem ser acessadas na íntegra por meio do site www.amazonastur.am.gov.br.

Durante a cerimônia de lançamento do Amazone-se, Roselene Medeiros destacou o potencial do turismo para impulsionar a economia do estado.

“O Amazonas possui 18% do território brasileiro e somos plenos de florestas e de rios. Graças a nossa diversidade natural, o mundo inteiro fala da nossa terra e por ela tem enorme interesse. A Amazonastur tem feito um enorme esforço para superar os obstáculos do setor. A nossa retomada turística começa agora, em outubro, com o lançamento da pesca esportiva no alto rio Negro”, pontuou a presidente da Amazonastur.

Outras ações – Até agosto a Amazonastur tinha registrados 1.572 prestadores de serviços regularizados, um crescimento de 19,43% em comparação com o ano passado. Foram realizadas ações em rodovias, portos, flutuantes e marinas para sensibilizar operadores para que se regularizem no Cadastur.
No site da Amazonastur é possível encontrar, ainda, publicação que reúne e orienta sobre as linhas de financiamentos disponíveis ao trade, como o Crédito Emergencial da Agência de Fomento do Amazonas (Afeam) e outras opções do Governo Federal. Além disso, a partir de 1º de outubro terá início uma ampla campanha de divulgação do Amazonas como destino nas redes sociais e em plataformas digitais.

Fotos: Bruno Zanardo e Arthur Castro / Secom.

Continue lendo
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com