Aprovado Projeto de Adjuto Afonso que corrige erro histórico na área de saúde psiquiátrica

Aprovado nesta quarta-feira, 26, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), um Projeto de Lei do deputado Adjuto Afonso (PDT), que altera a Lei Nº 3.177, de 11 de outubro de 2007, que dispõe sobre a promoção, prevenção, atenção e reabilitação do cidadão portador de dano e sofrimento psíquico. A supressão de três artigos amplia os direitos e garantias de quem necessita de um tratamento efetivo.

De acordo com o PL, as revogações sugeridas atendem aos anseios da sociedade amazonense e visam corrigir um equívoco histórico, no que diz respeito ao fechamento do Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro e consolidando com a implantação de uma rede de atenção diária à saúde mental, que até o momento é inexistente, o que tornou necessária a revogação dos dispositivos e, ainda, a não permissão de entes privados que atuem em tal iniciativa.

“A construção e desenvolvimento de hospitais psiquiátricos tornou-se livre à iniciativa privada, como acontece com os hospitais públicos, podendo aqueles oferecerem seus serviços, planos de saúde e etc. Igualmente, salienta-se que, a saúde é um direito social, devendo ser estendida a quem necessita. Ainda, a Lei Estadual do Amazonas, caso continuasse com a redação, estaria contrariando a atual Política Pública Nacional de Saúde Mental e o Ministério da Saúde, por meio suas determinações, que dispõe sobre Rede Psicossocial”, justifica o parlamentar.

O Projeto de Lei, portanto, apresenta-se como medida eficaz para ampliar o atendimento de pacientes com distúrbios mentais, seja pelo poder público ou iniciativa privada, possibilitando novos locais e métodos de tratamento especializado.

Continue lendo
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com