Arthur faz apelo a manauaras durante pandemia: ‘sentimento de susto e reação’

Manaus/AM – Em transmissão ao vivo via redes sociais nesta sexta-feira (3), o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, anunciou que a Saúde do Amazonas, tanto no SUS como no sistema privado de Saúde, já entra em colapso devido a pandemia do coronavírus. Ele fez um apelo para que os manauaras fiquem em casa e disse que participou de uma videoconferência com secretários, empresários importantes e outras autoridades para debater o assunto. Ele contou ainda que recebeu a ligação de um Ministro, tendo um canal mais direto para receber informações em primeira mão.

“Nem sempre a gente tem notícias boas para dar e comentar. (…) hoje o Brasil inteiro viu explodir a notícia de que Manaus poderá ser o novo epicentro da crise do coronavírus e que daqui em diante ao longo deste mês de abril, e não duvido que maio adentro – vamos ser realistas – a coisa só tende a piorar”, começou ele. “Hoje tomei um susto muito grande quando vi em alguns lugares da zona Leste muita moto, muito carro, comércio funcionando como se estivéssemos em plena normalidade, em férias, quando essas pessoas estão se expondo a um vírus que pode levar à morte. E nós precisamos poupar a vida do amazonense. Vi movimento no Parque 10, em vários lugares, e fiquei muito triste com isso porque nós temos feito seguidos apelos para que as pessoas não saiam de casa a não ser em casos de extrema necessidade.  Fiquei muito triste quando vi a paisagem que vai em favor de algumas pessoas de pouca responsabilidade que insistem em dizer que isso [Covid-19] não é nada.”, afirmou.

Saúde do Estado já entrou em colapso, afirma prefeito

O prefeito falou, em seguida, sobre o colapso no sistema de saúde do Estado: “Com muita tristeza digo isso, porque não desejaria isso para o governador Wilson, nem para o vice-governador. Aquilo que a gente previa que poderia acontecer se providências não fossem tomadas, que o SUS entraria em colapso… Pois bem… Reuni hoje com empresários, especialistas, médicos, meu secretário de Saúde, pessoas de bom senso que estão perdendo dinheiro em prol de salvar vidas, pois o dinheiro se recupera depois, as vidas não. (…) E a verdade é que a nossa Saúde pública entrou em colapso.  Entrar em colapso significa muita coisa. Que a possibilidade de cuidar de mais pessoas ficou menor.”, disse ele, explicando que assim como aconteceu em países como a Itália, o colapso pode significar ter que ‘escolher’ quais paciente serão tratados e quais ficam sem assistência (geralmente os de grupo de risco) pela falta de estrutura.   “O sistema particular de hospitais também está à beira de um colapso. (…) Não há respiradores. A demanda é muito maior do que a oferta de respiradores.”, completou.

Reação

Sobre a ligação com um ministro, ele disse: “Hoje recebi um telefonema que veio diretamente de um Ministro muito ligado à presidência da República, abrindo conosco um canal fácil em que as informações serão repassadas com rapidez e em primeira mão, E contei pra ele da videoconferência que eu fazia.  Na conversa muito franca predominou o sentimento do susto e o da reação. O sentimento da consciência de que se corre perigo e a necessidade, por outro lado, de se lutar para aparelhar Manaus, para Manaus reagir do melhor jeito possível a essa situação extrema. “.

Arthur afirmou que medidas consideradas desagradáveis devem ser tomadas e a verdade deve prevalecer: “Eu conheço dois tipos de pessoas que governam: uma que finge que não é com ela e vai empurrando com a barriga. Eles formam o time dos gestores desastrosos, Aqueles por empurrar tanto com a barriga, um belo dia a cidade, Estado ou País que dirigem, colhe um furacão enorme, um tsunami. E o outro time de gestores, eu faço questão de pertencer a eles: é aquele que prefere tomar medidas desagradáveis para evitar desilusões. A ilusão pode matar. A verdade não, a verdade visa preservar vidas. Ela visa preservar a honestidade que deve existir entre governantes e governados. A ilusão passa, é um balão bonito que sobe aos céus e em certa altura vira um fragmento de plástico. E a verdade deve sempre ser brandida por todos nós.

Apelo

Por fim, o prefeito pediu mais uma vez que as pessoas fiquem em casa: “Eu volto a pedir muito encarecidamente: entendam de uma vez por todas que temos um inimigo invisível, terrível, que não é conhecido da ciência, que está tentando estudá-lo e esmiuçá-lo. Então vamos procurar fazer com que esse inimigo se torne visível, quando conseguir a vacina, mas estamos muito longe dela. Estamos perto de muitas mortes. Estamos perto de algo acima de mil mortes no Amazonas. Estamos indo para isso. ‘Que exagero o Arthur está dizendo’?” Estar bem hoje não quer dizer que está bem amanhã. E às vezes o vírus que você pode ter contraído pode se manifestar mortalmente na pessoa que você ama. (…) O bem mais precioso é a vida, sua e de seus queridos. Esta deve ser preservada. A situação está muito difícil, vá para casa, se recolha. Cumpra aquilo que manda a OMS e o ministro da Saúde. Vamos continuar conversando, e se Deus quiser vamos resistir e vencer esse vírus maligno”.

https://www.portaldoholanda.com.br

Continue lendo

Comentários no Facebook

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com