Chega de teclado! Veja 4 apps de digitação por voz

Boa parte das matérias publicadas aqui no Canaltech envolvem entrevistas com executivos, advogados, desenvolvedores e especialistas no assunto que as nossas pautas tratam naquele momento. E o nosso processo envolve muito mais do que simplesmente ligar um gravador e conversar com o porta-voz: essa é a parte mais fácil. Uma vez que voltamos à nossa mesa na redação, ainda temos que passar aquilo para um editor de texto e, convenhamos, essa é a parte mais maçante do trabalho.

Quem atua no ramo jornalístico há um pouco mais de tempo deve se lembrar que, antigamente, não havia muita escolha: ou você seguia anotando as informações faladas por um entrevistado ali, na hora; ou gravava tudo para ouvir de novo todo o material depois, já na redação (eu, particularmente, faço os dois — coisa de gente velha)

Hoje, no universo digitalizado em que vivemos, temos a sorte de contar com diversas ferramentas que nos trazem muita economia em partes desses processos. A digitação por voz facilita muito quando você precisa registrar, por escrito, algo mais urgente e depende da velocidade com que aquilo seja gravado. Por isso, nas dicas de hoje, o Canaltech listou quatro ferramentas bem avançadas de digitação por voz que prometem inúmeras facilidades para o nosso — e o seu — trabalho.

Google Docs

Vamos começar com a mais popular: o Docs, editor de texto que faz parte da suíte de apps de escritório da Google (sendo outras, por exemplo, o Gmail, Hangouts, Drive, Planilhas, Apresentações, entre outras) foi originalmente lançado em agosto de 2016 e, de lá para cá, tornou-se uma das mais populares plataformas de edição de texto do mercado, facilmente rivalizando o Word, parte do Office, da Microsoft.

As vantagens do Docs são inúmeras, e o tornaram a ferramenta de escolha para diversos profissionais que mexem com texto por 1) ser totalmente gratuito e 2) ser instalado em uma base de nuvem da Google, o que permite salvar documentos e acessá-los de qualquer plataforma pela internet, além de economizar espaço e processamento no seu computador.

Isso dito, o Docs também conta com uma ferramenta de digitação por voz, acessível por meio da barra superior de ferramentas (Ferramentas > Digitação por Voz). O funcionamento é básico e simples como qualquer ferramenta do tipo: você aciona o comando, clica no símbolo do microfone para iniciar a gravação e começar a captura. Há ainda a capacidade de reconhecer outros idiomas, o que torna o processo ainda mais intuitivo, fora que não exige a instalação de nada — é tudo 100% online.

No menu superior de um documento em edição pelo Google Docs, você acesse o controle de digitação por voz, destacado na imagem acima (Captura de Imagem: Rafael Arbulu)

Windows

O atual sistema operacional da Microsoft também conta com um mecanismo de reconhecimento de voz, embora ele não seja tão abrangente quanto o da Google no que tange à digitação. A principal vantagem aqui é ele ser um recurso nativo do Windows, já instalado junto do SO e não exige o download de nenhuma aplicação de fora (exceto nos casos onde você deseja adicionar mais funcionalidades).

O sistema de reconhecimento de voz do Windows 10 é normalmente utilizado em interações com a (ex-)assistente virtual Cortana, para ajustar lembretes ou executar tarefas simples. Para acessá-lo, você deve abrir o Painel de Controle e clicar em “Hora e Idioma”. No menu lateral à esquerda, acesse a guia “Fala”.

De todas as ferramentas listadas aqui, o reconhecimento de voz do Windows 10 é a mais simples e a que conta com menos recursos, mas serve bem para aqueles que precisam de pouca demanda nesse tipo de ferramenta (Captura de Imagem: Rafael Arbulu)

SpeechTexter

Essa é uma ferramenta não muito conhecida (sem falar que é a favorita do nosso repórter e apresentador do CT News, Wagner Wakka), mas tem funcionamento bastante simples e traz alguns adicionais bem interessantes. Tal qual o Docs, ela é 100% online e, diante do acesso por meio do seu navegador, ela já abre com um documento de texto em modo de edição. Você ajusta o idioma desejado e já começa a falar. Um dicionário na lateral direita da tela lhe ajuda com a inserção de pontuação (sim, você deve “falar” a pontuação para que o sistema entenda as inserções).

O advento do uso de pontuações por voz é o que torna o SpeechTexter uma das ferramentas mais inventidas: o Docs possui um processo mais automatizado, porém uma parte do processo é a de pós-transcrição, então você vai ter que revisar o texto e inserir as pontuações em seus devidos lugares manualmente. Aqui, isso é absorvido no processo de reconhecimento de voz. Claro, deve soar muito estranho dizer em voz alta, para o seu computador: “Boa tarde – ponto de exclamação – Estamos aqui testando as ferramentas de transcrição de áudio para o Canaltech – ponto final”, mas o resultado é um documento com mais de 90% de precisão e abertura para mais de 60 idiomas. Dica: para pular uma linha, diga em voz alta “novo parágrafo”.

O SpeechTexter figura entre as ferramentas mais intuitivas do reconhecimento e digitação de voz por permitir que você insira comandos de pontuação, adiantando processos longos como decupagem e digitação de documentos grandes (Captura de Imagem: Rafael Arbulu)

Dragon Speech Recognition

Aqui, temos uma das ferramentas mais conhecidas do mercado. O Dragon Speech Recognition é a última opção da lista por dois motivos: o primeiro é que se trata de um download e instalação, ou seja, requer processamento e espaço em disco no seu computador, para armazenamento local. O segundo é que esta é uma aplicação paga. E não é das mais baratas: a média de uso fica em €159 (algo em torno de R$ 730).

A razão para se ter um app de reconhecimento de voz pago, segundo os desenvolvedores, é a de que o Dragon não se limita a apenas “digitar” por sua voz. Na verdade, essa é uma das diversas funções do aplicativo: além da redação de documentos, ele também escreve e envia e-mails, navega pela internet e executa comandos sistêmicos, por meio de uma interface que se anexa a todo o funcionamento de seu sistema operacional. É bem intuitivo e simples de usar, mas lamentavelmente, ele dói bastante no bolso. Mais além, a empresa traz toda uma suíte de apps de reconhecimento de voz adaptados para o mercado de atuação: tem um programa específico para documentação legal, outro para o setor de saúde hospitalar além, claro, do app voltado ao usuário final. É uma solução multifacetada, voltada para empresas — consequentemente, há preços nada amistosos a serem pagos.

O mercado de reconhecimento de voz é um em franca expansão. Com o advento da inteligência artificial, é provável que novas soluções apareçam em um futuro próximo, ainda mais inventivas do que as que listamos aqui. E você? Conhece alguma que ficou ausente de nossa lista? Conte para nós qual é a ferramenta de sua escolha nos comentários e porquê.

Fonte: Google Docs; SpeechTexter

https://canaltech.com.br/

Continue lendo

Comentários no Facebook

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com