Dólar fecha em queda a R$ 4,33 após recorde e intervenção do BC

A taxa de câmbio teve um respiro nesta quinta-feira (13), com o dólar fechando em leve baixa ante o real, a R$ 4,33, depois de sucessivos recordes históricos. Na quarta-feira (12), a moeda fechou o dia com uma nova máxima nominal, de R$ 4,35.

O Banco Central interveio ao fazer oferta líquida de swap cambial pela primeira vez em um ano e meio com a moeda disparando acima de R$ 4,28, chegando a R$ 4,38. A prática consiste na compra dólares no mercado futuro com o compromisso de arcar com a taxa de juros brasileira.

O dólar à vista BRBY fechou em baixa de 0,34%, a R$ 4,3356 na venda. Na máxima do dia, alcançada na primeira hora de pregão, a divisa alcançou R$ 4,3840 na venda, novo pico histórico intradiário.

Na B3, o contrato futuro de maior liquidez DOLc1 tinha queda de 0,47%, a R$ 4,3380.

Dólar alto

Em evento na quarta-feira (12), o ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu o atual patamar da taxa de câmbio e afirmou que “não tem negócio de câmbio a R$ 1,80”, o que estaria desincentivando até mesmo o turismo interno.

“Todo mundo indo pra Disneylândia. Empregada doméstica indo pra Disneylândia. Uma festa danada. Peraí. Vai passear ali em Foz de Iguaçu, vai passear ali no Nordeste, cheio de praia bonita. Vai pra Cachoeiro de Itapemirim, vai conhecer onde o Roberto Carlos nasceu. Vai passear no Brasil, vai conhecer o Brasil, que tá cheio de coisa bonita pra ver”, afirmou Guedes, em palestra no evento realizado em Brasília.

Thomson Reuters.

Fonte: noticias.r7.com

Continue lendo

Comentários no Facebook

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com