Verifique os momentos-chave das comemorações dos novos ministros

No dia seguinte a abertura de Jair bolsonaro novos ministros tomaram as posições de seus antepassados durante toda esta quarta-feira (2). Confira os principais momentos das celebrações durante o dia:

Na presença de autoridades e representantes das missões diplomáticas no país, o Embaixador Ernesto Araújo aproveitou o dia (2) formalmente, o Ministério das relações exteriores (divulgação) Aloysio Nunes Ferreira. Em seu discurso de posse, que durou 32 minutos, o novo chanceler criticou o que ele chamou de “globalização” em política externa, e como acordos comerciais foram realizados ainda citando passagens da Bíblia, a poesia, a literatura e a música de Renato Russo e Raul Seixas, autor de Olavo de Carvalho. Em grego antigo, citando o versículo Bíblico “e você sabe que a verdade vai te libertar”, o ministro falou sobre a nova abordagem na política externa Brasileira. “O presidente bolsonaro é a libertação do Brasil, o caminho da verdade. Vamos liberar a Política Externa Brasileira e liberar a proibição”, disse ele.

ernesto araujo

O ministro dos negócios estrangeiros de referências a artistas. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Advogado Ricardo Salles recebeu a posição do Ministro do meio ambiente na tarde de quarta-feira (2) em uma cerimônia em Brasília, na sede do MMA. “Estamos construindo algo aqui do Brasil, imbuídos de um espírito comum, em nome do povo Brasileiro”, disse Salles, receberam o encargo de paz, Edson Duarte.

salles

Salles defendeu as parcerias. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

 

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, defendeu hoje (2) a importância económica deste sector, incluindo o fornecimento de oportunidades de emprego. O presidente Jair bolsonaro demonstrou “visão e sensibilidade” para manter o Ministério do turismo, pasta de calendário exclusivo para a praça dos ministérios.

De acordo com o novo ministro, “é hora de atualizar todos o enorme potencial do Brasil no retorno econômico”. Não os desafios de um novo governo será a de fazer o melhor uso das vantagens comparativas do turismo no país em relação a outros destinos, aumentando a conectividade aérea, e melhorar o ambiente de negócios na região e incentivar o empreendedorismo, com a redução da burocracia.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse Hoje (2), no governo do Presidente Jair bolsonaro direitos venceu pela comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e sexualmente).

Damares

“Vamos ter um diálogo aberto com a comunidade LGBT. Eu realmente não ganhou pela comunidade LGBT vai ser violados”, disse o ministro.

Ministro da Educação

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, os deveres do seu ofício. Foto: Marcello Casal/ABr

A prioridade do Ministério da Educação (MEC) para a educação básica, que vai desde a educação infantil até o nível secundário, de acordo com o Ministério da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. O combate ideologização na escola e ele disse que vai dar ênfase à luta contra o analfabetismo. Dia (2), o ministro conseguiu um emprego Rossieli Soares, que, por sua vez, depende da secretaria de educação do estado de São Paulo, no governo de João Doria.

ministro da saude

Atuais e ex-Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Gilbert, respectivamente, se cumprimentam durante a cerimônia de transmissão do programa de pós-Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Doutor Luiz Henrique Mandetta (2) as ordens do Ministério da Saúde. Na festa, que recebeu o Escritório da OIT, Mandetta tem planos para implantar um terceiro turno de atendimento, com horário estendido de funcionamento das unidades de saúde está aberto das 7h às 11h e das 13h às 17h. De acordo com o ministro, o objetivo é reestruturar a atenção primária à saúde no país.

Guedes

Guedes diz que a abertura do mercado. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro da economia, Paulo Guedes, disse Hoje (2) que o departamento irá centrar-se em quatro pilares: a abertura da economia, a simplificação tributária, privatização e a reforma da previdência, acompanhado por uma descentralização de recursos para estados e municípios. Ele ressaltou que o novo governo pretende dar a importância do capital humano – como os economistas chamam de investimento na capacitação do cidadão.

“Economistas liberais sempre de frente para a outra, a do capital humano, a importância de investir na saúde e na educação. Pretendemos dar o dinheiro voucher [amigável individual] saúde e de cuidados a crianças, nvestir na composição da criança de 0 a 9 anos. O governo do esta afirmação de um lado, os Conservadores, na família e a idéia de maciço investimento em capital humano”, disse ele.

Nos primeiros 30 dias no gabinete do ministro da economia, Paulo Guedes, como prometido, para anunciar a destruição da economia a cada dois dias, para reduzir a burocracia e aumentar a produtividade. De acordo com ele, a equipe vai focar em medidas que não exigem uma votação da conferência Nacional até que os novos parlamentares posse em fevereiro, e que o governo pode fazer propostas de reformas estruturais.

Guedes, disse o Secretário Especial da previdência, Rogério Marinho, publicidade, sexta-feira (4) medidas de combate à fraude e privilégios na concessão de benefícios que pode gerar uma economia de R $ 17 milhões para 30 milhões de dólares anualmente. Chamada para criar uma identidade digital que, de acordo com o ministro, poderá pôr fim à fraude em todos os programas sociais.

O presidente Bolsonaro empossa o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas

O presidente Jair bolsonaro empossa Ministro das infra-estruturas, Tarcísio Gomes de Freitas. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O governo do Presidente Jair bolsonaro vai manter o processo de concessão de rodovias, portos e aeroportos à iniciativa privada. Durante a cerimônia de transmissão de função de ministro de infra-estrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse que o conselho vai continuar o processo de desenvolvimento para os ativos da federação, a iniciativa privada. Gomes de Freitas defendeu a necessidade para a formulação deste modelo, em face de “limitações financeiras” no país.

“É importante dar continuidade ao continuar a transferência de ativos para a iniciativa privada e para contar com o ministro da PPI [ programa de parceria para investimentos], o que foi crucial na consecução desses objetivos”, disse Hoje (2).

defesa

Agência Brasil

Para assumir o Ministério da Defesa, General Fernando Azevedo o trabalho do conselho, será a de garantir a paz, evitar os conflitos e o uso da violência. No entanto, Azevedo também pediu mais recursos para a modernização das forças armadas para “dissuadir qualquer aventuras”.

“A missão que assumo que o ministro da defesa é um desafio. Eu preciso da ajuda de todos. São tempos difíceis, Tempos de escassez. O propósito do Ministério da defesa para garantir a paz, de modo que cada Brasileiro pode fazer escolhas e construir a vida dos seus próprios. Para evitar conflito com as demandas da posição do impedindo a capacidade de antecipar soluções e expertise para reduzir a possibilidade de combate”, disse ele na cerimônia de transmissão do cargo, realizada no Clube militar, em Brasília.

Ele foi empossado ontem (1) pelo presidente da República, Jair bolsonaro, e recebeu o comando de uma pasta durante a cerimônia de transmissão do cargo, realizada na tarde de hoje (2), em Brasília. O novo ministro vem no lugar do General Joaquim Silva e Luna.

O evento contou com a presença do presidente do Jair bolsonaro. Na ocasião, ele disse que os Brasileiros estão interessados no sistema de hierarquia e de progresso. Durante o discurso, bolsonaro disse que a sua administração não haverá qualquer “interferência de um partido político”. “A situação que o Brasil chegou é um guia de Vezes de pessoas, na grande maioria deseja que a hierarquia quer respeito e deseja que o sistema quer o progresso. Deseja o bem para o Brasil. Mas essa defesa da Pátria, o que nós queremos é fazer com que este grande país, estamos apenas se temos parte da nossa equipe, onde todos falam uns com os outros, onde não há interferência política, infelizmente, como tem acontecido nos últimos 20 anos, levou para a ineficácia do estado e o mais triste de corrupção”, disse bolsonaro na cerimônia de transmissão da localização do General do Exército Fernando Azevedo.

O ministro da cidadania, Osmar Terra, disse Hoje (2) que o pagamento do 13º para os beneficiários do programa Bolsa Família é para garantir que, no final deste ano. “Ele vai ser o dia 13. O presidente [Jair bolsonaro] prometeu e vai cumprir”, disse o terra no partido que obteve o cargo de Ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame. Ele vai comandar o campo da Cultura, Esportes e desenvolvimento social. A terra também disse que será a avaliação de prédios públicos históricos, a fim de evitar mais tragédias como o incêndio que destruiu o Museu Nacional há exatamente quatro meses.

Osmar Terra assume o Ministério da Cidadania e Ação Social

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Para levar na quarta (2) agricultura, pecuária e Capacitação Ministro Teresa Cristina disse que o setor agrícola no Brasil é alvo de “acusações infundadas de Saúde de todo” de questões relacionadas com o clima e a biodiversidade, este país é um “modelo deve ser seguido, nunca traiçoeiro”. Ele também negou que a inclusão da demarcação das terras indígenas para a pasta de tarefas irá levar a uma redução da demarcação de terras. “Não, nós não vamos resolver um problema que não existe”, disse o ministro. “É só uma questão de limpeza”, disse ela a repórteres depois que ele assumiu o cargo.

tereza cristina

Foto: Marcelo Camargo/agência Brasil

O ministro da Ciência, Tecnologia e inovação e da comunicação (o mctic), Marcos Pontes defendeu como prioridade da pasta para revelar as iniciativas em Ciência e tecnologia no país. Ele explicou que um dos secretários do ministério foco em treinamento, com o objetivo de racionalizar instituições públicas de educação em todas as partes do país sobre a questão do interesse na produção de conhecimento.

Na cerimônia de transmissão do cargo, o ministro anunciou a nova estrutura do conselho de gestão da equipe responsável pela gestão do setor a partir de quarta-feira. Pontes substituídos na pasta, Gilberto Kassab, que foi nomeado pelo Governador João de patrulha civil do governo de São Paulo.

Cerimônia de transmissão do cargo de ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes

Foto: Bruno Peres/o mctic

 

moro

Foto: Marcello Casal Jr./agência Brasil

O ministro da justiça e Segurança Pública, Sergio Mora vez hoje (2) que suas prioridades são a luta contra a corrupção e a violência. O Plano Anti-Corrupção está sendo finalizado para ser enviado ao Congresso Nacional, em paralelo, deve ser especificado em cooperação e parceria com os estados para expandir o sistema de segurança pública em todo o país.

Moro afirmou que a população precisa ter confiança no governo e advertiu que a transferência de recursos públicos para a força mais fraca tiros que são basicamente dependente dos serviços públicos. “Fazer a coisa certa pelas razões certas, no caminho certo e vai ser o nosso lema.”

 

Onyx Lorenzoni

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

 

General Santos Cruz

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

General Augusto Heleno

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

 

 

*Com informações da Agência Brasil

Tags:
Ministros, o governo bolsonaro

Avalie esta postagem

MAIS RECENTES

Author: Direto da Redação
Tags

Comentários no Facebook

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com