Fábrica da Ambev é interditada por falta de higiene em Minas

Com  Mofo, sujeira e pássaro.

A fábrica da Ambev, localizada em Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi fechada temporariamente por problemas nas instalações. Em nota, a empresa informou que a medida foi tomada em razão de “questões administrativas”.

Irregularidades como mofo nas paredes, pisos e vidros quebrados, telhado com sujeira e presença de pássaros no interior da unidade, levaram a interdição do local por técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (Sipov/MG).

O Mapa ainda afirma que amostras das cervejas e chopes das marcas Skol, Caracu, Antártica Sub Zero, Brahma, Serrana e Original foram colhidas e levadas para inspeção.

Segundo o chefe substituto do Sipov, Adenir Monteiro, afirmou ao jornal O Tempo, foi realizada reunião na sexta-feira (15) com representantes da empresa e o plano de correção das não conformidades foi insatisfatório. Por isto, a fábrica permanecerá interditada.

O ministério afirma que a empresa estava funcionando sem registro e que foram esgotadas todas as possibilidades de solução dos problemas e os prazos para adequação não foram cumpridos. Foi aberto processo administrativo (PAD) contra a empresa que poderá resultar em multa de até R$ 117 mil.

Procurada, a Ambev afirmou que “em razão de questões administrativas com o Mapa, as operações da cervejaria de Juatuba-MG estão temporariamente suspensas para a realização de pequenas reformas de estrutura, que já estão em andamento”.

A Ambev disse ainda que o desabastecimento dos produtos no mercado está descartado e que a qualidade das bebidas não está em risco, não teve ligação com a interdição.

Nota da Ambev na íntegra:

“Em razão de questões administrativas com o MAPA as operações da cervejaria de Juatuba-MG estão temporariamente suspensas para a realização de pequenas reformas de estrutura, que já estão em andamento. As questões não têm qualquer relação com a qualidade das bebidas produzidas na cervejaria e tampouco há risco de desabastecimento do mercado local”.

 

fonte:bhaz

Continue lendo