NOTA DE PESAR – JOAQUIM MARINHO

O governador do Estado, Wilson Lima, lamentou a morte do radialista, escritor e empresário Joaquim Marinho, neste domingo (2/6), em Manaus. “Os amazonenses perdem uma importante referência na área cultural do nosso Estado. Com sua paixão pela arte, ele construiu seu nome em Manaus e norteou uma geração com seu ponto de vista particular sobre cinema, música e literatura”, destacou o governador.

Joaquim Marinho, que vinha enfrentando complicações em razão da diabetes, Alzheimer e problemas cardíacos, morreu aos 76 anos. Nascido em Porto, Portugal, ele veio para Manaus ainda garoto. Aqui, trilhou um caminho todo voltado para a cultura. Foi integrante do Grupo de Estudos Cinematográficos (GEC), cineclube criado nos anos 1960 na capital amazonense. Por anos foi dono de uma rede de cinemas no centro da cidade. Em 2013, recebeu o título de Cidadão do Amazonas concedido pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM).

 

foto: reprodução

Continue lendo

Comentários no Facebook