O mistério das cidades fechadas na Rússia

Quando se diz o termo cidade fechada é comum vir a nossa mente cidades fantasmas com população zero, seja por algum desastre natural, guerras ou acidentes nucleares.

Mas, as cidades citadas neste artigo estão longe de serem cidades fantasmas, pelo contrário, são habitadas! Tanto que, em algumas, a população chega a mais de 100 mil habitantes. Por algum motivo desconhecido o governo russo mantém estas pessoas “presas” dentro dessas cidades.

Ficou curioso? Confira a história das bizarras cidades fechadas da Rússia.

As cidades fechadas na Rússia

o-misterio-das-cidades-fechadas-300x188

Existem muitas cidades fechadas na Rússia, as quais abrigam cerca de 1,4 milhões de russos no total. Estas pessoas não possuem qualquer tipo de contato com o mundo externo, ou seja, não possuem internet, não podem sair da cidade assim como nenhuma pessoa de fora pode adentrar o interior da mesma.

Todo recém-nascido numa cidade fechada irá permanecer lá até a sua morte. Estas cidades foram fechadas durante o regime stalinista e seus sucessores durante a era comunista, enquanto a Rússia ainda fazia parte da União Soviética.

Porém, para os moradores destas cidades, com a queda do muro de Berlim e o fim da União Soviética nada mudou. Pois continuaram “presos” e suas cidades fechadas. Qual será o segredo que estas cidades escondem?

Este é um mistério tão grande quanto o motivo pelo qual precisam manter 1,4 milhões de pessoas morando em regime fechado para o que quer que habite o interior das cidades proibidas.

Estas cidades são rodeadas por um rígido esquema de segurança que envolve arames farpados, alguns campos minados, guaritas militares e ainda vigilância aérea. Ou seja, até mesmo sobrevoar estas cidades é proibido.

Os habitantes das cidades fechadas são proibidos de fazerem contato com o exterior e o mesmo vale para quem é de fora, ou seja, também não é possível fazer contato com quem é de dentro, exceto se forem acompanhados de militares e é claro com a posse de uma autorização especificando o motivo da visita.

Ainda sim não é fácil visitar estas cidades, pois esta autorização é extremamente difícil de ser conseguida. Geralmente estes documentos são emitidos somente para pesquisadores e cientistas, mesmo assim estas poucas pessoas com autorização, por vezes se recusam a adentrar em qualquer uma das 15 cidades fechadas.

Isto ocorre pelo motivo que muitos dos que conseguiram a autorização para entrar nas cidades jamais retornaram. O que acontece dentro dos muros das cidades fechadas? O que essas pessoas teriam encontrado? Bom este é o mistério que todo mundo quer descobrir.

O que tem dentro das cidades fechadas?

Muito se fala sobre o que pode haver dentro das cidades fechas, principalmente pelo número de mais de um milhão de habitantes que residem nestes locais sem nenhum tipo de contato com o mundo externo.

O gasto mensal com a alimentação e manutenção destas pessoas despendem de uma boa fatia do orçamento russo. Mas afinal de contas, porque não liberar esses habitantes? Porque proibi-los de sair da cidade?

O governo russo alega que “Estas pessoas não prisioneiras, porém não podem sair das cidades por uma questão de segurança“.

Isso é o que se sabe de forma oficial, mas obviamente existem teorias para preencher as informações que as autoridades russas deixam em aberto e estas não se poupam na hora de propor o que existe dentro das cidades.

A teoria que mais ganhou força no território russo, assim como na Europa, seria a de uma cientista que obteve os documentos para acessar as cidades, segundo os relatos ele teve de “fingir que não tinha notado coisas estranhas ao seu redor”, para que não se tornasse mais um “prisioneiro” da cidade.

A identidade do cientista não foi divulgada por motivos de segurança, e o mesmo atualmente vive sob proteção da polícia política da Alemanha e tem sua vida garantida pela organização das nações unidas (ONU).

Segundo ele, na época da sua visita era ainda um jovem e pode notar que em algumas das cidades o nível de radiação era altíssimo. Porém, não era parecido com nada que ele já havia visto na vida.

o-misterio-das-cidades-fechadas2-300x192

Sabemos que em níveis altos a radiação é letal, porém, não era exatamente o que havia acontecido naqueles locais: as pessoas continuavam com vida e ativas, trabalhando nas bases militares e usinas nucleares que, segundo o cientista, ficam no interior destas cidades.

Além disso, ele alegou que alguns homens eram muito mais fortes que o normal, soldados com capacidades físicas sem igual, como a de levar vários tiros e continuar a batalha como se nada tivesse acontecido.

Este cientista é conhecido popularmente por seu codinome “Sasha”,disse ele que viu tudo o que ocorrera dentro da cidade mas preferiu guardar para si, fingiu não ter interesse, cumpriu com seus afazeres (realizar um teste, em uma usina nuclear) e saiu de lá antes que fosse aprisionado como os demais.

Sasha se lamenta por não ter conseguido trazer muitas provas (além de sua roupa que ficou carregada de radiação) deste local, mas disse que viveu com medo por sua vida toda. Pois tudo parecia extremamente confidencial.

Não se sabe como Sasha resistiu a 11 horas de exposição a um nível de radiação tão elevado. O nível de radioatividade encontrado em sua roupa era 600 vezes maior do que o limite considerado suportável para o ser humano.

Sendo assim, o que acontece dentro das cidades fechadas continua nas cidades fechadas.

Será verdade?

 

Fonte:universooculto

 

Barrancas Seu portal de Notícias

Avalie esta postagem

MAIS RECENTES

Autor: Direto da Redação

Recomendadas para você

Comentários no Facebook

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com