Projeto do Bolsa Família amplia valor durante crise; saiba detalhes

Mais um reforço para os dependentes do Bolsa Família. A Câmara dos Deputados está recebendo um projeto que tem como finalidade fornecer dois novos benefícios aos dependentes do projeto. Sob autoria da deputada Natália Bonavides, a proposta sugere valores entre R$ 41 e R$ 48 para famílias que tenham crianças e adolescentes entre os 0 a 17 anos.

Segundo a deputada, a ação tem como finalidade segurar a classe durante o período de crise vivenciado pelo coronavírus. Para justificar a ação, ela reforça que, com as crianças em casa, os familiares estão tendo mais despesas relacionadas a alimentação.

Se a medida for aprovada, uma família que tinha 4 filhos, por exemplo, deixará de receber os R$ 164 fornecidos atualmente para ficar com R$ 328. O valor é o dobro do pagamento liberado pelo ministério da cidadania e deverá aumentar os custos nos cofres públicos.

Segundo Bonavides, o atual cenário exige que o poder público reforce suas ações para os cidadãos em situação de vulnerabilidade social. Ela afirma que é preciso se certificar de que os jovens estão tendo acesso aos direitos básicos de saúde, moradia e alimentação, divulgados como marca do próprio Bolsa Família.

Mais reforços

Atualmente, o Congresso vem avaliando algumas propostas para beneficiar os cadastrados do Bolsa Família. Entre as sugestões em andamento, há a possibilidade do pagamento de um 13º salário e também do voucher de R$ 600 para aqueles que forem trabalhadores autônomos.

Ambas as medidas ainda estão sendo adaptadas pelos parlamentares e precisarão passar pela avaliação da comissão econômica de modo que a mesma possa avaliar os custos que nos cofres da união.

Na última semana, o ministério da cidadania informou que realizará uma ação de força tarefa e dobrará seus investimentos no programa para reduzir o número de pessoas na filas de espera. Atualmente há mais de 1 milhão de brasileiros descobertos pelo programa.

Sobre o Bolsa Família

Trata-se do principal programa social do governo federal. Atualmente, beneficia cerca de 13,5 milhões de famílias em todo o território nacional. Para poder fazer parte é preciso estar registrado no Cadastro Único e atender as determinações de rendas do ministério da cidadania.

 

Por Eduarda Andrade

.fdr| FINANÇAS, DIREITOS E RENDA

Continue lendo

Comentários no Facebook

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com