Tipos de depilação: conheça as vantagens de cada método para remover os pelos

Conheça os métodos de depilação e seus principais benefícios, tirando suas dúvidas sobre o tema.

Sem dúvidas, uma das principais preocupações estéticas femininas é a presença de pelos – que devem ser retirados todos os meses.  Mas como escolher um método de depilação que se adeque às
suas necessidades e esteja de acordo com a rotina do dia a dia?
No artigo de hoje, vamos conferir os tipos de depilação disponíveis e suas vantagens, dando uma ajudinha extra na hora de escolher o método para remoção de pelos que mais lhe agrade.
Pronta para saber mais sobre o assunto?

Continue sua leitura até o final!

Métodos de depilação disponíveis e seus principais benefícios

 Depilação a laser

Considerada a queridinha do momento, a depilação a laser ganhou várias adeptas brasileiras graças à redução progressiva dessas indesejáveis estruturas.
Pelo uso da energia luminosa do laser, a técnica é bastante segura e confiável para retirar os pelos e reduzir a necessidade de depilações com o passar do tempo.
Existem vários aparelhos que podem ser usados pelo esteticista, como: Nd:YAG, Alexandrite e díodo,  mas tudo irá depender do tipo de pele, pelo e das necessidades de cada paciente.
Um dos principais motivos que fez com que a depilação a laser fosse tão desejada é o fato de que não promove complicações relacionadas com irritações ou foliculites (como a depilação com
lâmina de barbear).
Caso você sofra com tais problemas, esse pode ser o procedimento mais indicado.
Apesar de sua promessa em diminuir os pelo serem efetivo, mulheres muito sensíveis podem sofrer durante a sua realização, sendo um tanto quanto desconfortável.
Nesses casos, talvez seja melhor optar por métodos de depilação que sejam menos doloridos e desconfortáveis.

 Depilação com pinça
Embora muitas pessoas considerem essa prática um verdadeiro terror, as pinças podem ser úteis para retirar poucos pelos, fazendo apenas os acabamentos.

Isso acontece porque a técnica pode ser muito dolorida e demorada, não trazendo praticidade e conforto para o dia a dia feminino,  que já é um tanto quanto corrido.
Capaz de retirar os pelos desde a sua raiz, a depilação com pinça é indicada para qualquer tipo de pele ou pelo, fazendo com que as estruturas demorem um tempinho extra para crescer novamente.

Depilação com cera

Assim como a depilação à laser, a depilação com cera também é uma das mais requisitadas pelas mulheres brasileiras.
Seja ela quente ou fria, a depilação com uso de cera é bem-vinda e faz com que os pelos cresçam de maneira mais lenta do que com o uso da lâmina, por exemplo.
O uso de cera quente é recomendado para quem possui pelos grossos e para regiões mais sensíveis e doloridas, sobretudo as áreas íntimas.
O principal motivo é o fato de que a cera quente é capaz de dilatar os poros e facilitar a depilação, diminuindo a dor e o desconforto.
Em contrapartida, a cera fria é mais apropriada para áreas que se apresentam mais resistentes e com pelos mais compridos,  como as pernas e os braços.
Dependendo da localização e da sensibilidade pessoal, a depilação com cera pode ser um pouco dolorida – mas tudo é questão de adaptação e costume de cada um.
Por isso, vale a pena um teste!

Depilação com produtos químicos

Você com certeza já deve ter visto na farmácia cremes utilizados
para depilação, certo?

O grande problema é que para esses cremes serem capazes de retirar o pelo próximo da raiz, eles precisam possuir uma química tremenda!
Por esse motivo, é melhor utilizar esse método apenas em situações de emergência, e não de maneira frequente. Evitando, assim, alergias e irritações que podem prejudicar a sua saúde de
maneira desnecessária.
Além disso, antes de realizar o procedimento, tenha a plena certeza de que não possui alergia aos componentes da fórmula, realizando uma prova de toque.
Caso não saiba como funciona a prova de toque, basta aplicar um pouquinho do creme em um pedacinho de pele e aguardar sua reação.
Assim, é possível evitar problemas em regiões mais extensas caso você possua algum tipo de alergia.

Atenção: esse método pode não é muito recomendado para peles
sensíveis e que se irritam fácil. Por isso, cuidado!

Depilação com linha

Nos últimos anos, a depilação com linha ganhou ainda mais  adeptas, graças a sua promessa de evitar a flacidez e não comprometer a pele.
Apesar de ser dolorida, é possível aproveitá-la para regiões do rosto, narina e pescoço, dando fim aos fios de forma econômica.
Uma de suas principais vantagens é a retirada de fios tanto grossos quanto finos, evitando estimular a flacidez de áreas que já sofrem naturalmente com esse problema.

Depilação com lâmina de barbear

Quem é que nunca se aventurou com uma gilette na hora de se depilar?
Considerados um dos métodos de depilação mais econômicos de todos, a depilação com lâmina não proporciona qualquer tipo de sofrimento, cortando o pelo sem retirar a raiz.
Mas se ela é econômica e indolor, por que procurar outros tipos de depilação?
O grande problema é que seus efeitos não reduzem os pelos a longo prazo, necessitando várias raspagens durante o mês.
Peles mais sensíveis podem se tornar mais ásperas, manchadas e apresentar problemas de folicute. Por esse motivo, nem sempre a depilação com gilette é muito recomendada.
Caso você opte por mantê-la, tenha certeza de estar protegendo sua pele com cremes hidratantes e tome cuidado com qualquer sinal de ressecamento.

Outros aspectos importantes

Definir o método de depilação ideal vai depender de uma série de fatores: sua rotina do dia a dia, tipo de pele, grossura do pelo e complicações relacionadas com pele sensível, foliculite ou irritações.
Se ainda tiver dúvidas sobre qual é o tipo de depilação mais indicado no seu caso, não deixe de consultar um dermatologista!
Pode parecer besteira, mas os pelos podem incomodar mais do que possamos imaginar, principalmente quando se tratam de complicações.

 

fonte imagem: missoire.com

Continue lendo

Comentários no Facebook

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com